Notícias | Dia a dia | Australian Open
Cornet supera batalha e faz quartas pela 1ª vez
24/01/2022 às 03h16

Melbourne (Austrália) - Já bastante rodada no circuito, Alizé Cornet precisou de 63 participações em Grand Slam para enfim chegar às quartas de final pela primeira vez. E não foi nada fácil para a francesa conseguir o feito, precisando superar uma batalha de 2h33 com a romena Simona Halep em um forte calor, triunfando com parciais de 6/4, 3/6 e 6/4.

Ao atingir as quartas neste Australian Open, a francesa de 32 anos se torna a tenista que mais precisou de tentativas para conseguir este feito. Antes dela, a tailandesa Tamarine Tanasugarn era a recordista com 45 aparições até finalmente passar das oitavas de final, algo que conseguiu em Wimbledon 2008.

Em sua estreia na antepenúltima rodada de Slam, Cornet terá pela frente a norte-americana Danielle Collins, que mais cedo também precisou de três sets para superar a belga Elise Mertens de virada. Será a primeira vez que as duas medirão forças no circuito.

Depois de passar fácil por suas três primeiras rodadas em Melbourne, cedendo apenas 12 games, Halep não conseguiu dominar Cornet, que jogou de igual para igual com a ex-número 1 do mundo e foi melhor nos momentos importantes. Apesar da vitória, a francesa teve menos bolas vencedoras (22 a 27) e mais erros não forçados (46 a 41), mas conseguiu colocar mais pressão no saque da romena do que o contrário.

No primeiro set, a francesa teve quebra de vantagem em duas oportunidades diferentes e em ambas acabou perdendo o saque na sequência, até que conseguiu um break no 10º e último game. Na virada, Cornet mostrou sinais de cansaço jogada na cadeira e com a mão esquerda tremendo um pouco e largou na segunda parcial perdendo o saque.

Só que Cornet se recuperou prontamente e virou de 0/1 para 3/1. Do outro lado, Halep também não desistiu e foi ela que buscou uma grande arrancada, venceu cinco games seguidos e empatou o jogo. O embalo da romena não seguiu na terceira parcial, que foi equilibrada e definida apenas na reta final, quando a francesa obteve uma quebra no sétimo e depois foi com ela até o fim.

Comentários