Notícias | Dia a dia | Australian Open
Tsitsipas elimina Paire e tem jogo duro com Fritz
22/01/2022 às 05h25

Melbourne (Austrália) - Terminou neste sábado a boa campanha do francês Benoit Paire no Australian Open. Algoz do cearense Thiago Monteiro e depois do búlgaro Grigor Dimitrov, ele não foi páreo para o grego Stefanos Tsitsipas, que fez valer a condição de cabeça de chave número 4 e venceu a partida por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 7/5, 6/7 (2-7) e 6/4, depois de 2h45.

Ainda sem mostrar seu melhor tênis, Tsitsipas vai avançando em Melbourne e chega às oitavas pela terceira vez em cinco participações no torneio. Na próxima fase ele deverá ter um desafio bem maior pela frente contra o norte-americano Taylor Fritz, que passou por um páreo duro na terceira rodada, superando o espanhol Roberto Bautista em partida de cinco sets e duas viradas.

Eliminado na terceira rodada em suas últimas três aparições na competição, perdendo para o suíço Roger Federer em 2019, para o austríaco Dominic Thiem em 2020 e para o sérvio Novak Djokovic em 2021, desta vez Fritz conseguiu superar esta fase ao marcar parciais de 6/0, 3/6, 3/6, 6/4 e 6/3 para cima de Bautista, que havia vencido o norte-americano em cinco dos seus encontros anteriores.

Semifinalista em Melbourne no ano passado, seu melhor resultado na competição até agora, Tsitsipas não teve moleza contra Paire, mas conseguiu prevalecer nos pontos importantes, venceu três dos 11 break-points que teve a seu favor e se salvou nas duas vezes em que teve o serviço ameaçado.

O grego começou muito bem na partida, conquistou os três primeiros games da disputa e só não conseguiu um placar mais elástico no primeiro set porque deixou escapar um break-point no quarto game para fazer 4/0 e saque. Paire teve uma chance para devolver a quebra no sétimo, mas também não aproveitou a chance.

Nas três parciais seguintes o equilíbrio foi bem grande, Tsitsipas venceu o segundo set graças a uma quebra solitária no 11º game, Paire faturou o terceiro no tiebrak, depois dos dois rivais passarem sem converter um break-point sequer e o quarto foi novamente para o grego, que obteve mais uma vez uma quebra solitária no final para ficar com a vaga nas oitavas.

Comentários