Notícias | Dia a dia | Australian Open
Paire: 'Ano passado foi uma merda, mas segui adiante'
20/01/2022 às 23h36

Melbourne (Austrália) - Sempre contundente em suas entrevistas, o francês Benoit Paire manteve o ritmo em sua entrevista após a grande vitória que conseguiu para cima do búlgaro Grigor Dimitrov, na segunda rodada do Australian Open, derrubando o cabeça de chave 26 em quatro sets. Ele relembrou as dificuldades que encarou no ano passado e destacou sua resiliência para dar a volta por cima.

“Estes não foram tempos fáceis para mim. Quando você recebe tantas críticas, é muito difícil seguir em frente. Tive sérios problemas familiares, mas agora sei que meus pais estão me vendo jogar aqui. Estou orgulhoso de mim mesmo, foi meu melhor jogo em muito tempo”, comentou o francês, que chegou a perder sete partidas seguidas em 2021.



“Fisicamente estou fazendo o que posso, sigo em frente graças ao clima na quadra, ver tantas pessoas me apoiando é muito especial. Tudo o que vem é positivo para mim, ano passado foi uma merda e a única coisa que importa é que minha namorada e minha família estão orgulhosos de mim. Eles sempre me apoiaram quando o resto do mundo se dedicou a me insultar”, acrescentou Paire.

Na terceira rodada em Melbourne seu adversário será o grego Stefanos Tsitsipas. Eles já se enfrentaram quatro vezes no circuito, Paire venceu a primeira, no piso duro e coberto de Metz, em 2017, mas perdeu os três confrontos seguintes, um em 2019, em Washington, e outros dois na temporada passada, em Acapulco e Madri.

Comentários