Notícias | Dia a dia
Após deportação, patrocinadora vai falar com Djoko
17/01/2022 às 23h08

Paris (França) - A novela envolvendo Novak Djokovic na Austrália, que terminou em sua deportação do país, aos poucos vai repercutindo na carreira do sérvio. Uma de suas patrocinadoras, a marca francesa de roupas Lacoste, se pronunciou através de comunicado e prometeu uma conversa com o número 1 do mundo.

“As autoridades australianas cancelaram o visto de Novak Djokovic e, como resultado disso, não será possível que ele possa participar do Australian Open. O mais breve possível, entraremos em contato com Novak Djokovic para rever os eventos que acompanharam sua presença na Austrália”, afirmou o comunicado da Lacoste.

“Desejamos a todos um excelente torneio e agradecemos aos organizadores por todo seu esforço para assegurar que o torneio seja disputado em ótimas condições para jogadores, funcionários e espectadores”, finalizou a marca francesa de roupas.

+ Governo francês vai exigir vacinas em Roland Garros
+ Kecmanovic defende boicote, mas acha inviável

Enquanto isso, Djokovic desembarcou em Belgrado nesta segunda-feira e foi recebido pelos fãs no aeroporto. Após o comunicado oficial feito depois da decisão da Justiça, o tenista não se pronunciou mais sobre a saída da Austrália e seu futuro imediato. A família do tenista diz que ele não vai falar sobre o assunto nos próximos dias.

O sérvio e a Lacoste renovaram, em agosto do ano passado, a parceria até 2025. Juntos desde 2017, eles colaboram para projetar e lançar as coleções Novak Djokovic, uma variedade de peças de roupas esportivas contemporâneas, que capturam o estilo pessoal do tenista sérvio, dentro e fora da quadra.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva