Notícias | Dia a dia
Kokkinakis celebra 1º título em casa e se emociona
15/01/2022 às 08h27

Kokkinakis é nascido em Adelaide e frequenta as quadras do torneio desde criança

Foto: Adelaide International

Adelaide (Austrália) - Depois de duas semanas e quatro torneios de tênis, o último dia de jogos em Adelaide reservou um momento de grande emoção para os fãs. Jogador nascido na cidade e convidado para o torneio Thanasi Kokkinakis conquistou neste sábado seu primeiro título de ATP 250. O australiano de 25 anos e 145º do ranking superou na final o francês Arthur Rinderknech, 58º do ranking, por 6/7 (6-8), 7/6 (7-5) e 6/3 em 2h38 de partida.

"Eu jogo e treino nesta quadra desde os oito ou nove anos de idade. Vinha para cá antes da escola todos os dias. Eu amo muito essa quadra. Não havia lugar melhor para eu conquistar o meu primeiro título", disse Kokkinakis, durante a cerimônia de premiação. "Dedico a conquista à minha família, aos meus amigos e treinadores. Sinto que vocês deveriam ter metade deste troféu. Vocês me viram no meu pior momento e agora estão vendo o meu melhor. Tem sido uma longa jornada e estou muito feliz".

Kokkinakis foi um prodígio do tênis australiano, chegando a figurar entre os dez melhores juvenis do mundo e pontuando no ranking da ATP quando tinha apenas 15 anos. Em 2015, quando estava com 19 anos, chegou a ocupar a 69ª posição do ranking. Sua única final no circuito, até então, havia sido alcançada na temporada de 2017, em Los Cabos. No ano seguinte, derrotou Roger Federer em Miami. Mas uma série de lesões comprometeram sua evolução.

Os primeiros problemas físicos de Kokkinakis começaram no fim de 2015, quando operou o ombro direito. Também já sofreu com lesões no peitoral, abdome, joelho e tornozelo, além de ter convivido com a depressão de ter ficado toda a temporada de 2020 sem jogar por conta da mononucleose. O australiano, que chegou a ficar com o ranking zerado, retomou a carreira no ano passado e iniciou a temporada com dois bons resultados. Na última semana, disputou uma semifinal, também em Adelaide.

Já o vice-campeão Rinderknech está com 26 anos e ocupa o melhor ranking da carreira. O francês disputou sua primeira final de ATP. Até então, seu melhor resultado havia sido uma semifinal no saibro de Kitzbuehel no ano passado, além de ter alcançado as quartas em outros seis torneios de primeira linha. Ele também tem três títulos no circuito challenger.

Australiano não enfrentou break-points na partida
Os dois primeiros sets da final em Adelaide não tiveram quebras de serviço, ou mesmo break-points, e seguiram com amplo domínio dos sacadores até os tiebreaks. Kokkinakis chegou a ter um set-point na primeira parcial, mas Rinderknech não perdeu ponto no saque durante o game-desempate. Já no segundo tiebreak, o australiano teve uma boa sequência e chegou a vencer cinco pontos seguidos para empatar o jogo.

Empurrado pela torcida, Kokkinakis conseguiu uma quebra logo no início do terceiro set e continuou sacando muito bem, terminando o jogo com 18 aces, e perdeu apenas dois pontos em seus games de serviço no último set. O australiano conseguiria ainda uma nova quebra para consolidar a vitória sem ter enfrentado nenhum break-point em toda a partida. 

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva