Notícias | Dia a dia
Krejcikova chega confiante após salvar 7 match-points
14/01/2022 às 14h10

Krejcikova venceu difícil semifinal contra Kontaveit nesta sexta-feira em Sydney

Foto: Divulgação

Sydney (Austrália) - Finalista do WTA 500 de Sydney, Barbora Krejcikova ganha bastante confiança para a disputa pelo título do torneio para o Australian Open. Apesar de ter sofrido um 'pneu' no primeiro set, a tcheca reagiu e salvou sete match-points na difícil vitória sobre a estoniana Anett Kontaveit apenas no tiebreak do terceiro set.

"Eu acho que de ambos os lados foi uma partida muito difícil e nós duas que jogamos um tênis maravilhoso. Foi um jogo muito apertado e estou muito feliz por ter controlado melhor os nervos e vencer o jogo", disse Krejcikova após a vitória por 0/6, 6/4 e 7/6 (14-12) em 2h30 de partida nesta sexta-feira.

"Eu estava apenas curtindo a partida, estava gostando, porque já esperava que fosse um jogo difícil. Sei que Anett está jogando muito bem e é muito agressiva", acrescentou a tcheca, que superou a estoniana pela primeira vez em três confrontos no circuito.

"Eu estava apenas jogando e tentando lutar por cada bola. Quando enfrentei aqueles match-points, eu estava apenas tentando descobrir como construir cada ponto e como ganhar aqueles pontos, e isso era tudo que eu estava me concentrando. Eu só pensava que tinha uma adversária lá e queria vencê-la", complementou a número 4 do mundo, que está em busca de seu quarto título de WTA.

A atual campeã de Roland Garros também diz que o bom resultado no primeiro torneio do ano é sinal de que o trabalho feito na pré-temporada foi positivo. "Estou muito feliz porque ganhei da Anett e vou jogar a final amanhã. É perfeito, porque quando você vem de uma pré-temporada, você realmente não sabe o que esperar, e é natural duvidar um pouco de si mesma. Agora posso dizer em que nível eu estou e também posso dizer que a pré-temporada foi boa. Chegar à final do primeiro torneio do ano é um resultado incrível. Então estou muito feliz com isso.

Krejcikova enfrenta na final de Sydney a espanhola Paula Badosa, número 9 do mundo, para quem perdeu nos dois duelos anteriores. O reencontro entre elas está marcado para às 3h (de Brasília) deste sábado. "A Paula é uma jogadora muito boa. Ela chegou ao top 10 no ano passado e teve um final de temporada maravilhoso. E acho que ela está jogando bem aqui também. Vai ser difícil jogar contra ela, mas é ótimo enfrentar outra top 10, porque é um privilégio enfrentar uma jogadora desse nível".

Destaque nos circuitos de simples e duplas, Krejcikova também foi perguntada sobre o fato de sua parceira, Katerina Siniakova, estrear contra Kontaveit na disputa individual do Australian Open. "Eu não sabia disso, é uma informação nova porque não acompanhei o sorteio. Mas se a minha parceira perguntar, com certeza vou dizer alguma coisa a ela. Vamos ver se ela vai me perguntar".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva