Notícias | Dia a dia | Australian Open
Osaka tem chave duríssima com Bencic e Barty
13/01/2022 às 03h31

Melbourne (Austrália) - Atual campeã do Australian Open, a japonesa Naomi Osaka deverá ter uma caminhada bastante árdua pela frente se quiser defender o título de 2021. Sua estreia não é das mais duras contra a colombiana Maria Camila Osorio, que teve Covid-19 e não jogou nas primeiras semanas da temporada, e nem o duelo de segunda rodada contra Madison Brengle ou Dayana Yastremska deve preocupar muito.

Só que já a partir da terceira rodada a japonesa pode encarar uma caminhada das mais difíceis, começando por um provável duelo com a suíça Belinda Bencic, que pegou uma estreia complicada contra a francesa Kristina Mladenovic. Se chegar nas oitavas, Osaka tem tudo para encarar a australiana Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, que abre campanha contra uma tenista vinda do qualificatório.

Antes de chegar nas oitavas, Barty ainda pode cruzar com a perigosa italiana Camila Giorgi. Quem sair desta parte dura da chave e chegar às quartas terá como principais rivais a tunisiana Ons Jabeur, a norte-americana Jessica Pegula, a russa Veronika Kudermetova ou a grega Maria Sakkari, cabeça de chave número 5.

+ Sorteio do AO tem atraso, suspense e Djokovic dentro

Também estão nesta metade de cima da chave nomes como o das espanholas Paula Badosa e Sara Sorribes, que podem se cruzar na terceira rodada, das norte-americanas Coco Gauff e Sofia Kenin, outro possível duelo de terceira fase, da ucraniana Elina Svitolina, da bielorrussa Victoria Azarenka, da letã Jelena Ostapenko e da tcheca Barbora Krejcikova, que terá uma estreia complicada contra a alemã Andrea Petkovic.

Do outro lado da chave, também terão estreias duras a britânica Emma Raducanu, que enfrentará a norte-americana Sloane Stephens em duelo de campeãs de Grand Slam, e a tcheca Petra Kvitova, rival da romena Sorana Cirstea. Segunda favorita, a bielorrussa Aryna Sabalenka buscará sua primeira vitória do ano contra a convidada da casa Storm Sanders.

Sabalenka poderá cruzar com a tcheca Marketa Vondrousova na terceira rodada, nas oitavas com a canadense Leylah Fernandez ou com a alemã Angelique Kerber, nas quartas com a russa Anastasia Pavlyuchenkova, com a tcheca Petra Kvitova ou com a polonesa Iga Swiatek, e nas semifinais com a espanhola Garbiñe Muguruza, com a Raducanu, com a estoniana Anett Kontaveit ou com a romena Simona Halep, que está no caminho da paulista Beatriz Haddad Maia.

Comentários