Notícias | Dia a dia
Primeira ministra sérvia quer explicações de Djokovic
12/01/2022 às 19h22

Belgrado (Sérvia) - O fato de ter reconhecido que participou de ação pública e descumpriu o isolamento obrigatório de 14 dias após ter testado positivo para Covid-19, conforme as leis sanitárias do país, pode render punição a Novak Djokovic até mesmo na Sérvia, onde é um grande ídolo.

Em entrevista à rede britânica BBC, a primeira ministra sérvia Ana Brnabic afirmou que Djokovic pode ter cometido uma "grave violação" das leis caso tenha realmente descumprido a quarentena. "Se ele estava positivo, teria que se isolar", afirmou Brnabic. "Não sei quando recebeu os resultados e quando os viu. É algo que apenas Novak pode responder".

Em comunicado que soltou na manhã de quarta-feira no horário de Melbourne, o número 1 do mundo admitiu ter dado entrevista presencial no dia 18 de dezembro, em Belgrado, para o diário francês L'Équipe, apesar de já saber que estava contaminado. "Era um compromisso contraído há muito tempo e não quis ficar mal com o jornalista", escreveu Djokovic nas suas redes sociais. Ele chegou a reconhecer o erro e pediu desculpas.

Isso vai contra a legislação anti Covid-19 que estava em vigor na Sérvia naquele momento, que obriga a todos os que tenham resultado positivo a permanecer em isolamento por 14 dias. Djokovic escreveu no seu comunicado que fez um teste do tipo PCR no dia 16 de dezembro, mas não soube do resultado até o dia 17, apesar do laboratório em que realizou o teste ter revelado que informou o resultado poucas horas depois do PCR.

A primeira ministra, que defendeu Djokovic ao longo de todo o caso do visto cancelado em sua entrada na Austrália, diz que espera que ele possa permanecer no país e jogar o Australian Open, que começa na segunda-feira (noite de domingo no Brasil). Mas acrescentou que não está de acordo com a decisão do tenista em não se vacinar. "Apoiamos Novak, mas ao mesmo tempo, tanto para o país como para mim, a vacinação é algo muito importante, a única forma de acabar com esta pandemia".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva