Notícias | Dia a dia
Voracova exigirá compensação da Tennis Australia
12/01/2022 às 01h50

Praga (República Tcheca) - A tcheca Renata Voracova disse que exigirá uma compensação da Tennis Australia depois de ser detida em Melbourne sob os mesmos motivos de visto que o sérvio Novak Djokovic na semana passada. Só que enquanto o número 1 do mundo ficou para aguardar o veredito sobre sua entrada, ela teve que deixar a Austrália no sábado.

“Só a passagem aérea custou 60.000 coroas tchecas (R$ 15.500) e meu técnico viajou comigo. Depois há todo esse tempo, hotéis, treinos para o Grand Slam, o potencial prêmio em dinheiro. Espero que a Tennis Australia enfrente isso e que não tenhamos que tomar medidas legais", afirmou Voracova em entrevista ao jornal Denik.

+ Revista alemã acusa Djokovic de ter manipulado teste
+ Djoko explica erro em formulário e eventos pós-Covid
+ Pai de Djokovic pede que rainha Elizabeth intervenha


Ela contou que perdeu sua vontade de jogar tênis desde o desembarque em Praga na segunda-feira. “Não estou pensando em tênis. Ainda estou acordando do choque, ainda não processei. Estou exausta. Não esperava isso no sonho mais sombrio, foi demais”, contou Voracova, que admitiu chorar durante o interrogatório depois de ter sido detida.

"Estava preocupada. Não me senti segura até voltar para casa, nada me parecia certo. Era como se eu estivesse assistindo a um filme, com um longo interrogatório com instruções como 'tire a roupa', ‘vista-se'. Eu nem quero pensar nisso, muito menos viver isso de novo”, lamentou a tcheca de 38 anos.

WTA diz que a tenista não fez nada de errado

Nesta quarta-feira, a WTA se posicionou sobre o caso e lamenta a decisão das autoridades australianas sobre a situação da jogadora tcheca. "A WTA apoia e agradece todos os esforços feitos por Craig Tiley e Tennis Australia para sediar o Summer of Tennis sob condições que continuam sendo desafiadoras para todos. A WTA acredita que todos os jogadores devem ser vacinados e apoia totalmente as políticas de imigração que foram implementadas, pois a proteção das comunidades australianas nas quais competimos é fundamental".

"Dito isto, com as complicações vividas nos últimos dias, onde as atletas seguiram o processo aprovado e autorizado de receber uma isenção médica para entrada no país, são lamentáveis. Renata Voracova seguiu essas regras e procedimentos, foi liberada para entrar na sua chegada, competiu em um evento e, de repente, teve seu visto cancelado quando não havia feito nada de errado. Continuaremos a trabalhar com todas as autoridades para lidar com essa situação infeliz de maneira apropriada".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva