Notícias | Dia a dia
Após derrota, Raducanu vai direto para o treino
11/01/2022 às 14h10

Britânica foi direto para a quadra de treino, corrigir o que deu errado na partida

Foto: Divulgação

Sydney (Austrália) - Depois de perder na primeira rodada do WTA 500 de Sydney, a britânica Emma Raducanu mostrou que não estava satisfeita com seu nível de atuação e foi direto para a quadra de treino. Superada pela cazaque Elena Rybakina, número 13 do mundo, por 6/0 e 6/1 nesta terça-feira, Raducanu foi treinar com o técnico alemão Torben Beltz para tentar corrigir o que deu errado na partida.

"Depois da partida, eu peguei uma caixa de bolas e fui direto para a quadra de treino. Eu senti que poderia ter feito algumas coisas melhor hoje e queria tentar consertar isso imediatamente, e apenas sair daqui com um sentimento melhor sobre isso. Então, nós fomos para a quadra", explicou Raducanu, que perdeu os nove primeiros games da partida, antes de finalmente confirmar um game de saque.

"Obviamente a Rybakina fez uma grande partida e não estava errando muito. Mas, sim, há algumas coisas sobre as quais vamos conversar mais detalhadamente amanhã e depois trabalhar até a próxima semana", acrescentou a britânica, que fez apenas quatro winners de forehand e terminou o jogo com 22 erros não-forçados.

Raducanu cometeu seis duplas faltas na partida, colocou apenas 65% de primeiros serviços em quadra e venceu apenas dois dos 15 pontos jogados com o segundo saque. "Sinto que hoje minha porcentagem de primeiro saque foi muito baixa e que fiz algumas duplas faltas. Eu estava apenas tentando arrumar isso. E depois então, treinei um pouco a movimentação, apenas para ter uma boa sensação da bola. Eu só queria sair com um bom pressentimento sobre as coisas".

A jovem tenista de 19 anos e 18ª do ranking garante que a má atuação desta terça-feira não foi impactada pelo fator emocional. Ela se lembra que teve um recente diagnóstico de Covid-19 no fim do ano passado, enquanto a rival começou o ano chegando à final do WTA 500 de Adelaide. "Acho que não senti tanto nervosismo. Eu me senti muito confortável lá na quadra e tive muito apoio, mas fiquei sem jogar tênis por 21 dias e tive que enfrentar a Rybakina logo na primeira rodada. Ela é uma grande jogadora, que está em boa forma, e fez um ótimo torneio na semana passada".

"Para mim, jogar minha primeira partida do ano contra ela foi obviamente muito difícil. Ela fez uma grande partida, e isso me mostrou em que nível estou nessa volta ao circuito. Tive algumas semanas difíceis, mas estou me sentindo bastante positiva sobre as coisas daqui para frente", explica a atual campeã do US Open.

"Estou muito orgulhosa e feliz por aceitar jogar hoje. Eu poderia facilmente ter dito que é muito cedo e apenas jogar na próxima semana, mas eu queria realmente testar em que nível estou e, obviamente, disputar mais partidas competitivas. Acho que isso vai ajudar a me colocar em um lugar melhor para a próxima semana".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva