Notícias | Dia a dia
Primeiro-ministro australiano rebate fala de Tiley
10/01/2022 às 04h19

Melbourne (Austrália) - O primeiro-ministro australiano Scott Morrison rejeitou um relato de Craig Tiley, o chefe da Tennis Australia, que acusou seu governo de dar “informações contraditórias” sobre isenções de vacinas antes do desastre envolvendo a chegada do sérvio Novak Djokovic ao país.

“Não poderia ser mais claro o conselho do governo federal à Tennis Australia, que foi definido de forma muito clara em novembro”, afirmou Morrison nesta segunda-feira, reforçando que foram enviadas duas cartas à Tennis Australia explicando que os já contaminados por Covid não seriam liberados da vacina.

A decisão sobre a permissão da entrada de Djokovic na Austrália acabou indo parar nos tribunais e nesta segunda-feira o sérvio recebeu o veredito positivo, sendo liberado para entrar oficialmente no país. Contudo, uma nova reviravolta ainda pode surgir, já que o Ministro da Imigração tem o poder de cancelar o visto do número 1 do mundo.

Caso o ministro Alex Hawke resolva mesmo cancelar o visto de Djokovic e mandá-lo embora do país, o tenista sérvio ficará automaticamente impedido de pisar na Austrália pelos próximos três anos.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva