Notícias | Dia a dia
Djokovic vence processo, mas ainda não está livre
10/01/2022 às 03h40

Melbourne (Austrália) - A batalha do sérvio Novak DJokovic para entrar na Austrália e disputar o primeiro Grand Slam da temporada teve uma importantíssima vitória para o número 1 do mundo, que venceu o processo judicial em que estava envolvido, com o juiz ordenando que 'Nole' seja liberado pelo governo australiano.

Contudo, ainda não é garantido que Djokovic tenha sua entrada permitida no país e assim possa disputar normalmente o Australian Open. Isso porque agora esta decisão está nas mãos do Ministro da Imigração, que não fez parte do julgamento e irá decidir ele próprio se o sérvio será liberado ou não para entrar na Austrália.

+ Audiência de Djokovic começa com atraso e falhas
+ Saga de Djoko pode custar meio milhão a australianos
+ 'Espero que Novak esteja bem', afirma Murray

O juiz Anthony Kelly considerou a decisão de cancelar o visto “irracional” e ordenou que Djokovic seja solto imediatamente. A ordem foi proferida em audiência pública às 17h16 de Melbourne (3h16 de Brasília). Embora o ministério da imigração tenha dito que o governo iria cumprir as ordens, ainda tem o poder pessoal de cancelamento, que estava sendo considerado pelo ministro Alex Hawke.

Após anular o cancelamento do visto de Djokovic, o juiz fez questão de lembrar que se o governo, por meio de outro ministro, exercer um poder pessoal para cancelar o visto, Djokovic não terá permissão para retornar à Austrália por três anos. Ele exigiu que se o governo decidisse promulgar esse poder, que o tribunal tenha o direito de ser informado.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva