Notícias | Dia a dia
Peruano é suspenso após admitir manipulação
07/01/2022 às 16h53

Mauricio Echazu ficará afastado do circuito até novembro de 2023

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - A Agência Internacional de Integridade do Tênis (ITIA) anunciou nesta sexta-feira que o peruano Mauricio Echazu foi suspenso por dois anos e três meses após admitir ter participado de manipulação de resultados e de receber dinheiro para isso.

Echazu está com 32 anos e ocupa o 866º lugar do ranking de simples da ATP. Ele tem seis títulos profissionais em torneios de nível future, mas apenas uma vitória em 27 partidas válidas por chaves principais challenger na carreira. Seu melhor ranking foi o 379º lugar, alcançado ainda em 2010.

+ Argentino é suspenso por quatro anos por corrupção

O caso foi julgado pelo oficial independente Raj Parker e a sanção significa que o jogador está proibido de jogar ou comparecer a qualquer evento de tênis autorizado ou sancionado por qualquer órgão regulador internacional do esporte ou associação nacional durante seu afastamento.

A proibição vai da data da suspensão provisória do jogador, que começou em 6 de agosto de 2021, até 5 de novembro de 2023. Além disso, Echazu foi multado em US$ 10 mil, mas pode eliminar US$ 8 mil dessa pena, desde que não haja mais violações do Programa Anticorrupção do Tênis.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva