Notícias | Dia a dia
Toni Nadal: 'Seria bom se Djokovic desse explicação'
05/01/2022 às 01h50

Madri (Espanha) - A isenção médica dada ao sérvio Novak Djokovic para que ele possa disputar o Australian Open sem ter se vacinado foi assunto da coluna de Toni Nadal no jornal El País. O tio e ex-treinador de Rafael Nadal não condenou a decisão, mas cobrou uma postura mais transparente do número 1 do mundo, pedindo a ele que revele o porquê de sua liberação.

“Acho que seria bom se o próprio jogador desse alguma explicação. Ele não tem a obrigação de divulgar dados relativos à sua privacidade, mas deve estar ciente de que é uma referência internacional em um momento de grave crise global de saúde e de grande sensibilidade devido aos enormes sofrimentos que a Covid-19 está causando”, escreveu Toni Nadal.

+ Diretor diz que foram 26 pedidos de isenção médica
+ Herbert: 'Não gostaria de estar no lugar de Djokovic'

O treinador espanhol revelou sua surpresa com o desfecho do caso. “Devo admitir que até o anúncio pensava que o jogador sérvio desistiria de participar do torneio ou seria vacinado. Acreditava nisso por causa da conhecida e comprovada retidão do governo australiano quanto ao cumprimento dos rígidos protocolos exigidos para o ingresso no país”, comentou.

Apesar de cobrar a divulgação do motivo da isenção, Toni entende se ela não vier. “Ele tem o direito de todo cidadão de fazer valer sua privacidade e não divulgar informações sobre sua saúde, como a de qualquer autoridade ou profissional. Também é do conhecimento de todos que ter a divulgação desse tipo de informação é estritamente proibida. E foi isso que aconteceu”, observou o espanhol.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva