Notícias | Dia a dia
Duelo entre Badosa e Azarenka é destaque de terça
03/01/2022 às 19h08

Antes do confronto, Azarenka e Badosa jogaram juntas pela chave de duplas

Foto: Jimmie48/WTA

Adelaide (Austrália) - Paula Badosa não pôde acreditar ao ver a adversária que o sorteio do WTA 500 de Adelaide lhe reservou para a estreia na temporada. Ela reencontra Victoria Azarenka, a quem derrotou há dois meses e meio na final Indian Wells, em eletrizante final com mais de 3h de duração e placar final de 7/6 (7-5), 2/6 e 7/6 (7-2). A revanche entre elas acontece às 6h30 (de Brasília) desta terça-feira.

"Para ser honesta, quando vi, pensei que era uma piada", disse Badosa à reportagem do WTA Insider. "A parte mais engraçada é que hoje (domingo) treinei com ela. Então, depois que o sorteio saiu, nós pensamos: 'O que vamos fazer?' E nós pensamos: 'Está tudo bem para nós. Podemos treinar. Eu aprendo com você, ela aprende comigo'. Então foi isso que fizemos",  acrescenta a jogadora de 24 anos e número 8 do mundo.

Badosa e Azarenka  também são parceiras de duplas em Adelaide e estrearam nesta segunda-feira, vencendo as japonesas Shuko Aoyama e Ena Shibahara, principais cabeças de chave do torneio, por 6/4 e 6/2. As próximas rivais podem ser as norte-americanas Sofia Kenin e Nicole Melichar ou a russa Anna Blinkova e a norueguesa Ulrikke Eikeri.

Espanhola evoluiu muito em 2021 e chega motivada
Após um ótim ano em 2021, em que começou no 70º lugar do ranking e terminou no top 10, Badosa se diz bastante motivada para a nova temporada. “Eu realmente quero fazer grandes coisas e acho que trabalhei muito nessa pré-temporada pensando apenas nisso. Claro, tive uma temporada incrível no ano passado, mas a gente sempre quer mais e fazer melhor. Esse é meu objetivo este ano.”

Capa da edição de seu país da revista Vogue neste mês, a espanhola revelou como encara estar mais no centro das atenções. “Para ser sincera, não gosto muito porque cresci numa cidade pequena. Mas, claro, quando você é um bom tenista, tem essas coisas fora da quadra. Eu tenho que começar a me acostumar com isso.”

“Acho que o que mais gosto são as sessões de fotos. Estou um pouco acostumada com isso porque meus pais estavam na indústria da moda. Alguns dias, se não estou muito cansada, gosto um pouco. É outro mundo, então, gosto de aprender coisas novas. Às vezes fico estressada porque só quero jogar tênis".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Paula Badosa (@paulabadosa)

"Mas, claro, sei que faz parte do meu trabalho e estou feliz com isso, porque isso significa que estou me saindo muito bem no meu trabalho. Então, estou tentando lentamente me acostumar com isso. Tenho uma equipe incrível que me ajuda a superar isso.”

Equipe, aliás, que ela não pretende mudar. "Eu realmente não gosto de mudanças, para ser honesta. Quando há mudanças é porque não tenho outra opção. Mas se posso, não gosto delas porque acho o tênis já muito difícil e ter mudanças, mentalmente nunca é fácil."

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva