Notícias | Dia a dia
Medvedev perde, mas se recupera na dupla decisiva
02/01/2022 às 06h36

Medvedev foi para a dupla depois de três horas de batalha nas simples e vibrou com vitória

Foto: ATP

Sydney (Austrália) - A temporada 2022 começou com derrota para o número 2 do mundo Daniil Medvedev. Com a difícil missão de levar o desfalcado time russo ao bicampeonato da ATP Cup, ele perdeu o jogo de simples e entrou na dupla para garantir dura vitória sobre a França na primeira rodada do Grupo B.

O canhoto Ugo Humbert teve uma grande exibição diante de Medvedev e levou a partida quase ao limite, com maratona de 2h58. Medvedev ganhou um primeiro set apertado, por 7/6 e 7-5 no tiebreak, e chegou a abrir 3/0 no segundo set.

Sempre com ótimas devoluções e jogo de base muito firme, Umbert reagiu, virou para 7/5 mesmo comentendo 10 erros não forçados a mais e outra vez viu o russo sair na frente no set decisivo, com 3/1. Recuperou a quebra imediatamente e aí os dois seguiram sem ceder break-points porém em games apertados até novo tiebreak, onde Umbert abriu 4-0 e não recuou mais.

Pouco antes, o número 2 russo Roman Safiullin, apenas 167º do ranking, surpreendeu Arthur Rinderknech, 58º, por 6/2, 5/7 e 6/3, e se juntou a Medvedev para uma grande vitória sobre os especialistas Fabrice Martin e Edouard Roger-Vasselin, por duplo 6/4.

Na rodada de terça-feira, os russos enfrentam a Austrália e a França tem dura missão diante da Itália.

EUA vence e lideram
Os norte-americanos não perderam jogos para o Canadá e assumiram a liderança desse Grupo C. John Isner atropelou Brayden Schnur, que substituiu Denis Shapovalov de última hora, por 6/1 e 6/3, e Taylor Fritz teve grande atuação na virada sobre Felix Auger-Aliassime, por 6/7 (6-8), 6/4 e 6/4.

Os dois norte-americanos também formaram a dupla e mantiveram o ritmo, ao superar Aliassime e Shapovalov, por 6/4 e 6/4. Na noite de segunda-feira pelo horário de Brasília, os EUA enfrentam a Alemanha e o Canadá tenta reação contra a Grã-Bretanha.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva