Notícias | Dia a dia
Barty pode ter Gauff e Kenin pela frente em Adelaide
01/01/2022 às 11h06

Adelaide (Austrália) - Em seu primeiro torneio desde a inesperada derrota na terceira rodada do US Open, a número 1 do mundo Ashleigh Barty poderá encarar uma chave dura no WTA 500 de Adelaide, importante preparativo para o Australian Open, o Grand Slam da casa em que jamais chegou a uma final.

Barty entra diretamente na segunda rodada e pode ter pela frente a adolescente Coco Gauff, que estreará contra uma qualificada. Recuperada enfim, Sofia Kenin aparece como cabeça 6, enfrenta outra quali e, se avançar, terá Heather Watson ou Alja Tomljanovic antes de possível duelo com a líder do ranking.

Ainda na parte superior da chave, muitas atrações e promessa de grandes duelos já na primeira semana. Paula Badosa, cabeça 4, começa diante de Victoria Azarenka e quem passar deve encarar Petra Kvitova. Já Iga Swiatek é a quinta favorita, pela uma qualificada e está no setor de Leylah Fernandez.

A bielorrussa Aryna Sabalenka sai adiantada e tem uma trajetória menos exigente. Aguarda Kaja Juvan ou Chloe Paquet com provável duelo diante de Elina Svitolina nas quartas. A grega Maria Sakkari é a cabeça 3, com estreia diante de Tamara Zidansek.

O torneio só teve uma edição anterior, em 2020, e foi vencido pela própria Barty, mas então era de nível 250.

Veja como ficou a chave do WTA 500 de Adelaide

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva