Notícias | Dia a dia
Pliskova é mais uma baixa significativa na Austrália
15/12/2021 às 19h31

Pliskova tem como melhor resultado na Austrália a semifinal de 2019

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - A chave feminina do Australian Open perdeu mais uma jogadora importante para a edição de 2022. Uma semana após o anúncio de que Serena Williams não disputará a competição, foi confirmada também a ausência de Karolina Pliskova, ex-número 1 do mundo e atual quarta colocada.

Pliskova, de 29 anos, fez uma boa temporada no circuito ao marcar 37 vitórias e disputar finais na grama de Wimbledon, no saibro de Roma e no piso duro de Montréal. A tcheca, entretanto, não conquista um título desde janeiro de 2020, em Brisbane. Fora do Australian Open e de todos os torneios preparatórios, a experiente jogadora tcheca também adia o sonho de conquistar seu primeiro Grand Slam.

Durante a tarde desta quarta-feira, já circulavam nas redes sociais algumas imagens da tenista com o punho direito imobilizado, informação que foi confirmada horas depois pelo Australian Open. "Infelizmente, eu machuquei a minha mão direita durante um treino ontem e não poderei jogar em Adelaide, Sydney e no Australian Open. Fico triste por não poder começar a minha temporada na Austrália e vou sentir muita falta dos fãs", disse Pliskova, por meio de um comunicado divulgado pela organização do torneio.

A melhor campanha Pliskova em Melbourne foi a semifinal de 2019, ela também chegou outras duas vezes às quartas, em 2017 e 2018. Nos últimos dois anos, parou na terceira rodada. 

A vaga da tcheca na chave ficou com a francesa Fiona Ferro, 104ª do ranking. Ferro já seria indicada pela Federação Francesa de Tênis, por acordo de reciprocidade com a Tennis Australia. Com isso, os dirigentes franceses poderão convidar outra jogadora. Já a chinesa Qiang Wang, 105ª colocada, passa a ser a primeira na lista de espera em caso de novas desistências.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva