Notícias | Dia a dia
Primeiro ministro nega dar exceção a Djokovic
11/12/2021 às 08h07

Melbourne (Austrália) - Diante das especulações da imprensa local de que Novak Djokovic ganharia uma 'exceção médica' para entrar na Austrália independente de estar vacinado, o primeiro ministro Scott Morrison negou que isso irá acontecer.

"Djokovic está sujeito às mesmas regras de qualquer outra pessoa que deseje visitar a Austrália", afirmou o dirigente. "Essas decisões são tomadas por equipes médicas e sanitárias, não por políticos", enfatizou.

Apesar de aparecer na lista oficial de inscritos da ATP Cup e do Australian Open, Djokovic permanece em silêncio sobre ter se vacinado. Nos bastidores, fala-se que ele estaria buscando uma alternativa, que seria uma exceção médica. O líder do ranking já disse que não concorda com a vacinação obrigatória e durante a Copa Davis deixou claro que ainda não tinha tomado uma decisão.

Segundo o diário 'Herald Sun' e o canal '7 News Melbourne', o eneacampeão do Australian Open buscou nos últimos dias uma saída alternativa para ser considerado uma exceção, ou seja, entrar no país sem comprovar a vacinação.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva