Notícias | Dia a dia
Governo apoia verificação extra nas isenções da vacina
09/12/2021 às 08h48

Melbourne (Austrália) - O premiê vitoriano Daniel Andrews pediu à Tennis Australia (TA) que estabeleça um processo de revisão para examinar todas as isenções médicas às vacinas concedidas às estrelas do tênis que chegam para o Aberto da Austrália, segundo afirma o Sydney Morning Herald.

Em meio a um intenso escrutínio sobre as etapas envolvidas na concessão de isenções médicas para atletas profissionais, a TA confirmou que nenhuma isenção foi concedida aos jogadores com previsão de chegada no final de dezembro. A entidade já havia se afastado de qualquer tentativa de buscar isenções médicas, enfatizando que as decisões são tomadas pelas autoridades de saúde australianas.

“Acho que é importante e positivo a Tennis Australia se comprometer em verificar a boa-fé de qualquer pessoa que tenha uma isenção para saber se este indivíduo tem uma salvaguarda apropriada. Todos que entrarem no Melbourne Park precisarão ter sido completamente vacinados por justiça e respeito aos vitorianos”, afirmou Andrews.

Os dirigentes do tênis reforçaram que não fizeram nada para ajudar o sérvio Novak Djokovic a pedir uma isenção e evitar a vacinação. “Só para ficar claro, ninguém pode jogar o Aberto da Austrália a menos que seja vacinado”, disse Craig Tiley, diretor do torneio, em entrevista à ABC.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva