Notícias | Dia a dia
Masters de Madri terá novos donos a partir de 2022
06/12/2021 às 16h21

Madri (Espanha) - A organização do Aberto de Madri, que reúne um Masters 1000 da ATP e também um WTA 1000, anunciou nesta segunda-feira que a promotora IMG firmou um acordo com a Super Slam Ltda, antigos donos do torneio. A transação deve ser concluída no primeiro trimestre de 2022, sujeita a aprovações regulatórias da ATP e da WTA. A promotora já é responsável por uma série de eventos nas temporadas masculina e feminina do circuito, com destaque para Miami e o Rio Open.

"O Mutua Madrid Open será uma forte adição ao nosso portfólio de eventos globais de tênis, que agora contará com dois dos três eventos combinados obrigatórios em ambos os circuitos", disse Sam Zussman, Co-Presidente de Mídia e Eventos da IMG. "Estamos ansiosos para aprimorar ainda mais a experiência dos fãs e agregar valor em produção, mídia, parcerias de marca, varejo e hospitalidade, assim como fizemos com o Miami Open".

A edição de 20 anos do torneio acontecerá de 26 de abril a 8 de maio de 2022, na Caixa Mágica de Madri. O evento na capital espanhola é um dos dois principais torneios de quadra de saibro que antecederam Roland Garros e possui uma lista ilustre de campeões que inclui Roger Federer, Serena Williams, Rafael Nadal, Petra Kvitova e Novak Djokovic. Em 2021, os títulos ficaram com Alexander Zverev e Aryna Sabalenka.

Por muito tempo, o torneio de Madri teve como dono o bilionário romeno Ion Tiriac, ex-jogador profissional. Por isso, era comum ver tenistas do país recebendo convites para a chave principal em Madri. O torneio também chegou a testar o saibro azul em 2012, experiência que não foi repetida em edições posteriores. Além disso, a relação desgastada de Tiriac com Serena Williams afastou a ex-número 1 do mundo do torneio nos últimos anos. Serena não joga em Madri desde 2015.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva