Notícias | Dia a dia
Torneio acusado de deixar Meligeni jogar com Covid
06/12/2021 às 12h03

São Paulo (SP) - A organização do challenger de São Paulo, disputado na semana passada no saibro do Clube Hípico Santo Amaro, foi acusada de permitir que o paulista Felipe Meligeni jogasse na sexta-feira mesmo já tendo testado positivo para Covid-19 na quinta-feira. A denúncia foi feita pelo jornal espanhol Marca e reproduzida pelos argentinos do Olé.

Segundo afirma a publicação espanhola, já era sabido o resultado do teste de Felipe antes que ele entrasse em quadra contra o argentino Andrea Collarini pelas quartas de final, partida que o brasileiro venceu de virada. Ele acabou desistindo do torneio por causa da contaminação e assim não jogou a semifinal no sábado e também perdeu a final de duplas.

A organização do torneio foi questionada sobre o assunto e disse que o assunto é responsabilidade da ATP. A entidade que comanda o circuito profissional de tênis já foi contatada, mas até o momento não respondeu o questionamento.

Rival de Meligeni nas quartas em São Paulo, Collarini mostrou sua indignação com o ocorrido através de sua conta no Twitter. “Pedi uma explicação, alguns não responderam e outros me disseram que ainda estão buscando informações. Neste mundo corrupto, me faz pensar que tudo está sendo armado para que permaneça dentro das regras. Uma vergonha”.

Outro que reclamou através das redes sociais foi o também argentino Pedro Cachim, vítima de Meligeni nas semifinais de duplas. “A ATP deveria nos dar explicações sobre o que aconteceu em São Paulo e tomar as ações correspondentes ao caso para não perder a credibilidade. É um tema de saúde, não é um jogo”, disparou.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva