Notícias | Dia a dia
ITF não segue WTA e vai realizar torneios na China
06/12/2021 às 09h51

Londres (Inglaterra) - Apesar de toda a controvérsia envolvendo o caso de Shuai Peng, que levou a WTA a tomar uma decisão contundente e anunciou que não irá realizar competições na China enquanto não houver transparência nas investigações, a ITF não seguiu o mesmo caminho e confirmou que manterá seus eventos no país.

Em declarações à BBC, o presidente da ITF David Haggerty confirmou que sua instituição continuará a organizar torneios nas categorias juvenil e profissional em solo chinês. “Não queremos punir um bilhão de pessoas, por isso continuaremos realizando nossos torneios de juvenis e de elite no país por enquanto”, justificou.

O posicionamento mostrado por Haggerty é um passo a mais dado pela ITF, que um dia após a decisão da WTA soltou um comunicado mais genérico manifestando seu apoio aos direitos das mulheres e preocupação com o bem-estar de Shuai Peng, esperando por investigações para tomar uma decisão, que aparentemente foi já tomada e em favor dos chineses.

A ATP segue um caminho parecido com o que vinha mostrando a ITF, não garantiu os eventos, mas também não os cancelou por hora. “A resposta a essas preocupações até agora tem sido insuficiente. Continuaremos a consultar os nossos membros e a monitorar quaisquer desenvolvimentos à medida que este problema evolui", disse Andrea Gaudenzi, presidente da ATP.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva