Notícias | Dia a dia
COI divulga que teve nova conversa com Peng
02/12/2021 às 13h45

Peng já teve duas conversas com representantes do Comitê Olímpico Internacional

Foto: Arquivo

Lausanne (Suíça) - Menos de duas semanas depois de o Comitê Olímpico Internacional divulgar que o presidente da entidade, o alemão Thomas Bach, participou de uma videoconferência com a jogadora Shuai Peng, a entidade anunciou nesta quinta-feira que fez um novo contato com a tenista. Segundo o COI, será mantido um contato regular com Peng até que haja um encontro presencial em janeiro durante os Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim.

Peng ficou incomunicável por aproximadamente duas semanas depois que denunciou um caso de assédio sexual contra Zhang Gaoli, ex-integrante do alto escalão do governo chinês, no dia 2 de novembro. Desde então, ela tem feito raras aparições públicas, a maioria delas divulgadas apenas pela imprensa estatal chinesa. Na última quarta-feira, a WTA anunciou que não irá realizar competições na China enquanto não houver transparência nas investigações do caso.

"Compartilhamos a mesma preocupação de muitas outras pessoas e organizações sobre o bem-estar e a segurança de Shuai Peng. É por isso que, ainda ontem, uma equipe do COI fez outra videoconferência com ela. Oferecemos amplo apoio, manteremos contato regular com ela e já combinamos um encontro pessoal em janeiro", diz a nota divulgada pelo COI.

"Existem diferentes maneiras de alcançar seu bem-estar e segurança. Adotamos uma abordagem muito humana e centrada na pessoa em relação à situação dela. Como ela participou de três Olimpíadas, o COI está tratando dessas questões diretamente com as organizações esportivas chinesas. Estamos usando uma 'diplomacia silenciosa' que, dadas as circunstâncias e com base na experiência de governos e outras organizações, é apontada como a forma mais promissora de proceder com eficácia em questões humanitárias", acrescentou a entidade.

"Os esforços do COI levaram a uma videoconferência de meia hora com Peng em 21 de novembro, durante a qual ela explicou sua situação e parecia estar bem e segura, dada a situação difícil em que se encontra. Isso foi reconfirmado na segunda conversa. Nossa abordagem humana e centrada na pessoa significa que continuamos a nos preocupar com sua situação pessoal e a apoiá-la".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva