Notícias | Dia a dia
Líder australiano rebate acusação de pai de Djokovic
01/12/2021 às 09h44

Melbourne (Austrália) - Ao indicar que Novak Djokovic não competiria no Australian Open de 2022, em uma entrevista a um programa de TV sérvio, o pai do número 1 do mundo acusou os governantes de chantagear o filho. A fala de Srdjan Djokovic não passou batida e foi retrucada pelas autoridades australianas.

“Se você é um tenista ou qualquer atleta estrangeiro, precisa ter responsabilidade com a comunidade que o recebe", disse aos repórteres Martin Pakula, ministro do esporte do estado de Victoria, onde acontece o Australian Open.

Nesta quarta-feira, Pakula rejeitou as acusações de "chantagem" feitas pelo pai de Djokovic sobre a necessidade de vacinação para participar do próximo Grand Slam, em janeiro de 2022, reforçando o pedido aos jogadores para que assumam a responsabilidade.

“É por isso que pedimos a essas estrelas internacionais do tênis que sigam as mesmas regras que o povo do estado de Victoria. Não se trata de chantagem, se trata de garantir a proteção da comunidade dos habitantes do estado” , concluiu o ministro do esporte do estado de Victoria.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva