Notícias | Dia a dia
Após o Finals, Muguruza fecha o ano na 3ª posição
22/11/2021 às 15h21

Muguruza ganhou duas posições no ranking com a conquista do WTA Finals

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Campeã do WTA Finals na última quarta-feira, Garbiñe Muguruza terminou a temporada como número 3 do mundo. Essa é a segunda melhor marca da espanhola, que chegou a liderar o ranking por quatro semanas em 2017 e terminou aquele ano na vice-liderança do ranking.

O título em Guadalajara foi o terceiro na temporada para Muguruza, que também venceu um WTA 1000 em Dubai e um 500 em Chicago. Ela ganhou duas posições em relação à marca que ocupava antes do Finals. Caminho inverso fez a tcheca Barbora Krejcikova, campeã de Roland Garros, que caiu do terceiro para o quinto lugar.

A liderança do ranking é da australiana Ashleigh Barty, que terminou a terceira temporada seguida como número 1 do mundo e acumula 103 semanas no topo do ranking. A vice-líder é a bielorrussa Aryna Sabalenka, enquanto a tcheca Karolina Pliskova aparece em quarto lugar.

O Finals de Guadalajara provocou mais três mudanças no top 10. A vice-campeã Anett Kontaveit subiu uma posição e fecha no sétimo lugar, a semifinalista Paula Badosa ultrapassou duas jogadoras e está na oitava colocação. Por outro lado, a tunisiana Ons Jabeur, que não disputou o torneio, perdeu três posições e agora ficou na décima posição.

Uma edição extraordinária do ranking foi divulgada na última quinta-feira, logo após o Finals, e é considerada o Year-End da WTA para fins estatísticos, já que não há mais competições de primeira linha até o fim do ano. Já nesta segunda, a entidade fez nova atualização, considerando os resultados de torneios menores das últimas semanas.

Destaques em torneios sul-americanos sobem
Algumas jogadoras que estão se destacando em torneios sul-americanos nesta reta final de ano também estão subindo na classificação. A húngara Panna Udvardy, que jogou uma final no ITF W25 de Aparecida de Goiânia e foi vice em Montevidéu, ganhou oito posições e agora é 107ª do mundo.

A francesa Diane Parry, campeã do WTA 125 na capital uruguaia, ganhou 160 pontos no ranking e ultrapassou 26 jogadoras, assumindo agora o 115º lugar. Já a andorrana de 16 anos Victoria Jimenez Kasintseva ultrapassou 121 jogadoras com um título em Aparecida de Goiânia e uma semifinal no Uruguai. Com isso, a atual número 1 juvenil já ocupa o 252º lugar entre as profissionais.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG