Notícias | Dia a dia
Peng faz videoconferência com presidente do COI
22/11/2021 às 14h10

O presidente do COI, o alemão Thomas Bach, conversou com Peng por videoconferência

Foto: COI

Lausanne (Suíça) - O Comitê Olímpico Internacional divulgou no último domingo que o presidente da entidade, o alemão Thomas Bach, participou de uma videoconferência com a jogadora Shuai Peng, que estava incomunicável por mais de duas semanas. A conversa também foi acompanhada pela presidente da Comissão de Atletas do COI, Emma Terho, e pelo membro do COI na China, Li Lingwei, que conhece Peng Shuai há muitos anos, desde seu tempo na Federação Chinesa de Tênis.

De acordo com a nota divulgada pelo COI, a conversa durou 30 minutos, em que Peng agradeceu à entidade pela preocupação com seu bem-estar, e explicou que está segura e bem, morando em sua casa em Pequim, mas gostaria que sua privacidade fosse respeitada neste momento. Peng também afirma que continuará envolvida com o tênis. No último domingo, a imprensa estatal chinesa divulgou imagens da jogadora de 35 anos participando de uma sessão de autógrafos durante um torneio juvenil no país.

"Fiquei aliviada ao ver que Shuai Peng estava bem, o que era nossa principal preocupação. Ela parecia estar relaxada. Ofereci a ela nosso apoio e estamos à disposição para contato a qualquer momento que for conveniente, o que ela obviamente apreciou", disse Emma Terho ao site do COI. Além disso, Thomas Bach convidou Peng para um jantar assim que ele chegar a Pequim em janeiro para os Jogos Olímpicos de Inverno, o que ela aceitou de bom grado. Os dois concordaram em incluir Emma Terho e Li Lingwei no encontro.

A comunidade do tênis internacional se mobilizou nas últimas duas semanas para cobrar das autoridades explicações sobre o desaparecimento da tenista. A ex-número 1 de duplas e ex-top 20 de simples acusou um ex-integrante do alto escalão do governo, Zhang Gaoli, de assédio sexual. Mas sua publicação foi excluída das redes sociais e ela ficou incomunicável, nem mesmo a WTA ou as outras jogadoras poderiam ter contato com ela. Até mesmo a Anistia Internacional precisou ser acionada no caso, exigindo uma prova de vida da jogadora.

'Não está claro se ela está livre para tomar decisões por conta própria', diz WTA
Durante o último final de semana, a imprensa estatal chinesa divulgou imagens da jogadora em casa e também em um restaurante. Mas o presidente da WTA, Steve Simon, afirmou no sábado que ainda há preocupação sobre a segurança da tenista e espera que a denúncia feita por Peng seja investigada pelas autoridades do país. "Estou feliz em ver os vídeos divulgados pela mídia estatal da China que parecem mostrar Shuai Peng em um restaurante em Pequim. Embora seja positivo vê-la, não está claro se ela está livre para tomar decisões e agir por conta própria, sem coerção ou interferência externa. Este vídeo sozinho é insuficiente".

O dirigente também reforça que pode romper os acordos comerciais que tem com a China. "Como afirmei desde o início, continuo preocupado com a saúde e segurança de Peng e que a alegação de abuso sexual esteja sendo censurada e varrida para debaixo do tapete. Tenho sido claro sobre o que precisa acontecer e nosso relacionamento com a China está numa encruzilhada".

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG