Notícias | Dia a dia
Diretor do AO: Vacina é obrigatória e espera Djokovic
19/11/2021 às 20h19

Craig Tiley espera que Djokovic participe do torneio no ano que vem

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - As discussões a respeito da exigência do comprovante de vacinação para os tenistas participantes do Australian Open podem ter chegado ao fim neste sábado (pelo horário local, ainda noite de sexta no Brasil). O diretor do torneio Craig Tiley falou ao programa de TV The Today Show que a vacinação será, sim, obrigatória para todos os jogadores e equipe operacional do evento. Tiley também espera contar com o número 1 do mundo Novak Djokovic, nove vezes campeão do torneio, que preferiu não revelar publicamente se está vacinado ou não.

"Está muito claro o que o premiê Daniel Andrews [do estado de Victoria] já falou há algumas semanas. Para você vir a Victoria e participar do Australian Open, você tem que estar vacinado. Nos imediatamente comunicamos isso aos jogadores. Esse é o único caminho que podemos seguir para garantir a segurança de todos. Todo o staff trabalhando no Australian Open está vacinado e mais de 90% da população de nosso estado já está vacinada. É a coisa certa a fazer".

"Nós esperamos que o Novak venha e aqui não há nenhuma especulação se ele está vacinado. A boa notícia é que a maioria dos jogadores, homens e mulheres, estão com a vacinação completa. E Novak sempre disse que é uma questão particular para ele. Ele sempre teve ótimos resultados no Australian Open e espero contar com ele", comenta o dirigente, sobre o evento que será de 17 a 30 de janeiro de 2022.

Tiley também comentou sobre dois temas importantes para o mundo do tênis nas últimas semanas, o desaparecimento da chinesa Shuai Peng, depois de ter denunciado o abuso sexual de um membro do alto escalão do governo, e o anúncio de que Roger Federer não disputará o Grand Slam australiano.

"A primeira ação que tomamos aqui na Tennis Australia é manter o contato direto com os circuitos da WTA e da ATP sobre a segurança dela", disse sobre Peng. "A comunidade do tênis está unida e vamos fazer o possível para garantir que ela esteja segura. Estamos trabalhando em conjunto com as autoridades e também com os circuitos".

"Mantivemos contato constante com o Roger, somos amigos dele e adoraríamos vê-lo competir, mas ele está se recuperando de uma cirurgia, tem um corpo 4.0 e é mais difícil de se recuperar em comparação com 20 anos atrás. Mas ele vai voltar a jogar em algum momento", falou a respeito de Federer.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva