Notícias | Dia a dia
Raducanu fecha parceria com ex-técnico de Kerber
09/11/2021 às 20h47

Raducanu vai treinar com o alemão Torben Beltz na próxima temporada

Foto: Upper Austria Ladies Linz 2021

Linz (Áustria) - A busca de Emma Raducanu por um técnico mais experiente chegou ao fim nesta terça-feira. A britânica de 18 anos e atual campeã do US Open anunciou que irá trabalhar com o alemão de 44 anos Torben Beltz, técnico que levou Angelique Kerber ao topo do ranking mundial e dois de seus três títulos de Grand Slam. Kerber e Beltz haviam retomado a parceria na última temporada e trabalharam juntos até o fim deste ano.

"É obviamente um grande privilégio trabalhar com um treinador tão experiente. Estou muito animada para trabalhar com ele durante a pré-temporada e no próximo ano", disse Raducanu nesta terça-feira, logo após a queda na primeira rodada do WTA 250 de Linz. Em seu último torneio na temporada, a britânica foi superada pela chinesa Xinyu Wang por 6/1, 6/7 (0-7) e 7/5 em 2h36 de partida.

"Muita coisa aconteceu este ano. Mas eu acho que obviamente aprendi o quanto eu posso me desenvolver fisicamente e o que realmente significa jogar na elite do circuito semana após semana. Porque claramente meu corpo ainda está tentando ganhar velocidade. Sinceramente, fiquei muito feliz com o nível que joguei e tentei lutar. Mas todas as jogadoras são muito boas e as margens são muito pequenas. A experiência real é algo que sempre me faltou", explica a número 20 do mundo.

Kerber confirma saída de técnico, mas mantém restante do time

Na última segunda-feira, Angelique Kerber havia confirmado a saída de Beltz de sua equipe de trabalho, em entrevista para o site da Porsche, uma de suas patrocinadoras. "A saída de Torben da equipe significa que eu gostaria de assumir mais responsabilidades. Sou muito grata por nosso tempo juntos e por tudo que vivenciamos e conquistamos como equipe. É uma nova fase da minha carreira que estou prestes a entrar agora, mas tenho a sorte de dizer que o resto da minha equipe permanece o mesmo", disse a alemã de 33 anos e 17ª do ranking.

"Posso olhar de forma positiva para a última temporada. Eu investi muita força e energia para chegar onde estou agora. Para mim, o próximo passo ao começar a temporada na Austrália será continuar de onde parei", explicou Kerber. "Em todos os anos, aprendi como pode ser importante ter novos impulsos depois de um certo tempo para continuar competindo alto nível".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva