Notícias | Dia a dia
Suíças arrasam na semi e sonham com título inédito
05/11/2021 às 17h30

A canhota Jil Teichmann chegou a vencer um set em apenas 18 minutos na semifinal desta sexta-feira

Foto: ITF

Praga (República Tcheca) - O sonho do título inédito na Copa Billie Jean King ficou ainda mais perto para a Suíça, que está de volta à final da competição depois de 23 anos e repete a campanha feita em 1998. Enquanto o primeiro confronto das semifinais desta sexta-feira foi uma batalha entre russas e norte-americanas, a segunda semifinal foi bem mais tranquila. As suíças fizeram 2 a 0 no duelo contra a Austrália, sem perder sets nas partidas de simples.

A Suíça enfrenta a equipe da Federação Russa de Tênis na final marcada para o meio-dia (de Brasília) deste sábado. Os países já se enfrentaram três vezes, com duas vitórias russas, mas a Suíça venceu o confronto mais recente, disputado ainda em 1996. A Rússia tem quatro títulos da competição, antes chamada de Fed Cup, a última em 2008 e sua final mais recente foi em 2015. Além da mudança de nome, o evento também alterou o formato e teve sua fase final disputada em Praga, na República Tcheca.

Já a Austrália segue com sete títulos na competição, mas o último ainda em 1974. As australianas estiveram muito perto de encerrar esse longo jejum na edição mais recente do evento, em 2019, quando disputaram a final em casa contra a França e contaram com a número 1 do mundo Ashleigh Barty, mas perderam a decisão no quinto jogo do confronto. Barty não fez parte da equipe este ano.

O confronto entre suíças e australianas começou com uma tranquila vitória de Jil Teichmann, 39ª do ranking, no duelo de canhotas contra Storm Sanders, apenas 131ª do ranking, por 6/0 e 6/3 em 1h03 de partida. O primeiro set do jogo durou apenas 18 minutos e Teichmann cedeu apenas três pontos. A suíça abriu 3/0 no segundo set, cedeu o empate, mas conseguiu quebrar mais uma vez para fechar o jogo. Foi apenas a segunda vitória de Teichmann, de 24 anos, em partidas de simples na carreira pela competição.

Bencic venceu seus três jogos na semana em Praga
Já no segundo jogo da série, a campeã olímpica Belinda Bencic mostrou mais uma vez o quanto é forte quando defende seu país. A jogadora de 24 anos e 17ª do ranking superou Ajla Tomljanovic, 43ª colocada, por 6/3 e 6/2 em 1h08 de jogo.

Bencic, que também já havia vencido as top 10 Angelique Kerber e Barbora Krejcikova nesta semana, fez um jogo muito firme do fundo de quadra, mudando facilmente a bola de direção e cometendo poucos erros na partida. Além disso, não sofreu quebras e encaixou devoluções bastante agressivas com o forehand, para criar cinco break-points e conquistar quatro quebras de serviço, duas em cada set.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva