Notícias | Dia a dia
Bia sofre virada e cai nas quartas em Buenos Aires
05/11/2021 às 16h43

Campanha até as quartas de final rendeu 29 pontos para Bia, que tem 20 a descartar

Foto: Argentina Open

Buenos Aires (Argentina) - Depois de ter vencido seus dois primeiros jogos pelo WTA 125 de Buenos Aires, Beatriz Haddad Maia se despediu nas quartas de final do torneio em quadras de saibro na capital argentina. Segunda cabeça de chave na semana e número 85 do mundo, Bia foi superada pela francesa Diane Parry, ex-número 1 juvenil e já 174ª do ranking aos 19 anos, com parciais de 4/6, 6/4 e 6/4 em 2h34 de partida.

Bia já disputou 97 jogos em 2021, com 74 vitórias e 23 derrotas. Ela já conquistou cinco títulos em torneios ITF, da Federação Internacional, e alcança sua décima semifinal em 22 torneios disputados. No início da temporada, ocupava apenas o 359º lugar, mas retornou recentemente ao top 100. A melhor marca de sua carreira segue sendo a 58ª posição, alcançada em 2017 e repetida no início do ano seguinte.

Por sua vez, Parry está com o melhor ranking profissional da carreira e venceu três ITFs este ano. A jovem francesa, que também chama atenção por executar o backhand com apenas uma das mãos, enfrenta na semifinal a húngara Panna Udvardy, 128ª do ranking e cabeça 5 do torneio, que venceu a romena Irina Bara por 6/1, 1/6 e 6/1. A outra semi terá a egípcia Mayar Sherif e a húngara Anna Bondar.

A campanha até as quartas em Buenos Aires rende 29 pontos no ranking da WTA, sendo que Bia teria que descartar 20 pontos de seu 16º e último resultado válido para a atual classificação. A paulistana de 25 anos pode ganhar até três posições, dependendo dos resultados de outras concorrentes diretas em torneios na semana. O evento na capital argentina vale 160 pontos no ranking e poderia recolocar a brasileira no top 70 em caso de título.

Partida desta sexta-feira teve 11 quebras de serviço
Durante o primeiro set, Bia esteve por duas vezes com uma quebra abaixo, quando perdia por 2/1 e 3/2, mas conseguiu se recuperar em ambas as ocasiões, impedindo que a rival abrisse uma vantagem muito grande no placar. Mesmo passando por games longos em seu saque na reta final do set, ela não enfrentaria mais break-points e conseguiu uma nova quebra já no fim da parcial.

O segundo set vinha com domínio das sacadoras por oito games, sendo que Parry só havia perdido três pontos em seu serviço até então. A francesa aproveitou seu único break-point em toda a parcial para fazer 5/4. Na sequência, sacando para o set, reverteu um 15-40 e empatou a partida.

Parry também largou com quebra acima no terceiro set e abriu 2/0, chegando a vencer cinco games seguidos no jogo. Bia virou para 3/2, mas voltaria a perder o saque no sétimo game. As jogadoras ainda trocariam quebras mais uma vez antes de a jovem francesa definir a disputa em seu serviço. Ao todo, a partida teve 11 quebras, 6 a 5 para Parry, e 19 break-points.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva