Notícias | Dia a dia
Torcida empurra e Gaston consegue incrível virada
04/11/2021 às 20h46

Gaston perdia o segundo set por 5/0, mas venceu sete games seguidos contra Alcaraz

Foto: Rolex Paris Masters

Paris (EUA) - Com muito apoio da torcida, o francês Hugo Gaston conseguiu um grande resultado nesta quinta-feira e garantiu lugar nas quartas de final do Masters 1000 de Paris. Depois de vencer o primeiro set contra o espanhol de 18 anos Carlos Alcaraz no jogo que encerrou a rodada, Gaston perdia a segunda parcial por 5/0, mas reagiu em grande estilo e venceu sete games seguidos para fechar o jogo com parciais de 6/4 e 7/5 em 1h43 de jogo.

Na reta final da partida, Gaston venceu 20 dos últimos 21 pontos disputados contra Alcaraz nesta quinta-feira e chegou a fazer 17 pontos seguidos. O público que permaneceu no Palácio de Bercy além meia-noite (pelo horário local) foi bastante atuante durante a reação do jogador da casa, que soube usar o ambiente a seu favor e chamava a torcida a cada ponto. Em uma das viradas de lado, enquanto Alcaraz claramente sinalizava estar sentindo o momento, os torcedores franceses cantavam A Marselhesa a plenos pulmões.

Nas estatísticas do jogo, Alcaraz liderou a contagem de winners por 14 a 11, mas cometeu 28 erros não-forçados contra 16 de Gaston. O espanhol conseguiu quatro quebras na partida, mas perdeu seis games de serviço, além de ter enfrentado 12 break-points. Além disso, Gaston chegou a ficar a apenas dois pontos de levar um 'pneu' no segundo set, antes de dar início à sua incrível virada.

Jovem jogador de 21 anos, Gaston foi vice-líder do ranking juvenil e está atualmente com seu melhor ranking como profissional. O francês ocupa a 103ª posição na ATP. Vindo do quali em Paris, já passou por Kevin Anderson, Lorenzo Musetti, Pablo Carreño Busta e Arthur Rinderknech antes do duelo contra Alcaraz, 35º do ranking. Seu próximo adversário será o número 2 do mundo Daniil Medvedev.

"Sinceramente, eu devo esta vitória a vocês. Não tenho como agradecer", disse Gaston, ainda em quadra. "Minha camiseta para jogar o terceiro set estava separada. Até que eu ouvi a palavra 'remontada'. E pensei: 'por que não?'. Muito obrigado por terem ficado aqui até tão tarde. Eu me sinto ótimo e espero que amanhã o estádio esteja lotado".

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva