Notícias | Dia a dia
Bia Haddad e Laura Pigossi jogam oitavas nesta 4ª
02/11/2021 às 18h39

Laura Pigossi conseguiu grande vitória sobre Cepede Royg nesta terça-feira

Foto: Arquivo

Buenos Aires (Argentina) - Depois de vencerem seus jogos na rodada de estreia no WTA 125 de Buenos Aires, Beatriz Haddad Maia e Laura Pigossi voltam a atuar nesta quarta-feira, já pelas oitavas de final do torneio em quadras de saibro na capital argentina. As partidas deverão ser simultâneas, por volta de 11h30 (de Brasília).

Segunda cabeça de chave do torneio e número 85 do mundo, Bia enfrenta a chilena Daniela Seguel, 211ª do ranking, a quem superou nos três duelos anteriores. A paulista de 25 anos vinha de cinco torneios seguidos em quadras duras nos Estados Unidos e tenta se readaptar ao saibro.

"A estreia é sempre uma partida muito dura. Vim de uma viagem muito longa e tive pouco tempo de adaptação, ainda mais mudando de piso. Chegamos ontem às 17h no clube", disse Bia após a vitória por 6/1 e 6/2 sobre a colombiana Emiliana Arango. "Por isso estou feliz em  ter feito uma primeira rodada sólida, onde pude sacar e devolver de maneira consistente. Eu me senti muito bem e tentei ser agressiva. Estava bem lento e úmido. As condições não estão fáceis, mas estou muito feliz com o trabalho que fiz hoje".

Laura Pigossi é outra jogadora que busca uma boa ambientação às condições em Buenos Aires. A paulista de 27 anos e 271ª do ranking vem de título no ITF W25 de Guayaquil no último domingo e está invicta há seis jogos. Ela enfrenta a húngara Panna Udvardy, cabeça 5 do evento e 128ª do mundo. "Treinei um pouco ontem, me senti bem. A bola aqui é diferente, anda mais rápida, mas a quadra está mais lenta, condições diferentes no geral de semana passada",

Pigossi vem de uma difícil vitória na estreia, diante da paraguaia Veronica Cepede Royg por 6/4, 2/6 e 6/4 em 2h20 de partida. Cepede Royg já foi top 80 e hoje ocupa o 251º lugar do ranking aos 29 anos. "Foi um jogo bem duro, já a conheço faz tempo. Então era uma partida bem mental. Precisava prever um pouco o que ela iria fazer, então ditei bastante com minha direita. No segundo set ela encaixou a maneira de jogar, muito no limite. Mas eu sabia como deveria jogar e tinha que manter meu jogo. Uma hora ela iria errar se eu subisse meu nível e pressionasse um pouco mais e foi o que aconteceu. Comecei muito bem o terceiro set, abri boa vantagem, ela recuperou um pouco, mas consegui fechar no saque".

Carol Meligeni só atua na quinta-feira pelas oitavas
Outra brasileira nas oitavas é Carolina Meligeni Alves, que só volta a atuar pela chave de simples na quinta-feira. Carol vem de uma tranquila vitória por duplo 6/0 sobre a juvenil de 16 anos Maria Victoria Burstein e agora espera pela vencedora entre a argentina Martina Taborda e a romena Irina Bara, cabeça 4 do evento.

A paulista de 25 anos está com o melhor ranking da carreira, ocupando o 281º lugar, depois de ter sido semifinalista nos últimos quatro eventos que disputou. "O ranking nada mais é do que o resultado do trabalho. Venho de boas semanas e espero continuar assim, evoluindo".

Brasileiras também jogam duplas na rodada
Pela chave duplas, Carol Meligeni e Laura Pigossi estreiam nesta quarta-feira. As brasileiras são as cabeças de chave número 2 e enfrentam as espanholas Irene Burillo Escorihuela e Andrea Lazaro Garcia. Já Rebeca Pereira e a chilena Barbara Gatica, que venceram na última segunda-feira, voltam a atuar pelas quartas. Elas enfrentam a argentina Maria Carlé e a grega Despina Papamichail.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva