Notícias | Dia a dia
Bia chega à semifinal em Tyler e reencontra Dart
29/10/2021 às 16h25

Bia enfrentou Dart recentemente em Chicago, com vitória da britânica

Foto: Arquivo

Tyler (EUA) - Depois de duas vitórias bastante tranquilas nas primeiras rodadas do ITF W80 de Tyler, Beatriz Haddad Maia foi mais exigida nesta sexta-feira, mas segue sem perder sets no torneio norte-americano em quadras de piso duro. A número 1 do Brasil e 91 do mundo superou a jovem norte-americana de 19 anos Caty McNally, 144ª do ranking, por duplo 6/4 em 2h01 de partida.

Bia enfrenta na semifinal a britânica Harriet Dart, 136ª do ranking, para quem perdeu recentemente no WTA 500 de Chicago. Dart também levou a melhor em outro duelo entre elas, disputado na grama de Wimbledon há dois anos. A britânica superou nesta sexta-feira a norte-americana Clarie Liu, cabeça 2 do torneio e 89ª do ranking, por 6/3 e 6/4.

Terceira cabeça de chave em Tyler, Bia chega a 72 vitórias na temporada. Ela iniciou o ano ocupando apenas o 359º lugar do ranking e já venceu cinco torneios da ITF, voltando ao top 100 recentemente, após boa campanha até as oitavas de final em Indian Wells.

Vaga na semi rende 43 pontos no ranking
Com a vaga na semifinal, Bia já garante mais 43 pontos no ranking, sendo que ela precisa descartar 19 pontos de seu 16º e último resultado válido para sua atual classificação. Isso possibilita um ganho atual de cinco posições, mas ela pode voltar no grupo das 80 melhores do mundo se continuar avançando. A vaga na final vale 72 pontos e a campeã recebe 120 no total.

Tenistas dessa faixa de ranking como Danka Kovinic (76ª), Saisai Zheng (77ª) e Dayana Yastremska (79ª) têm pontos a descontar na próxima segunda-feira. Yastremska, por exemplo, defendia 160 pontos, mas parou nas quartas do WTA de Courmayeur. Ela manteve apenas 60 e será ultrapassada pela brasileira. Além disso, Bia também pode se beneficiar de mais descontos previstos para 8 de novembro, quando caem os resultados conquistados nos torneios de Indian Wells, Rabat e 's-Hetogenbosch de 2019.

Partida teve oito quebras e Bia enfrentou 12 break-points
Durante a longa partida desta sexta-feira, Bia conseguiu cinco quebras e criou 12 break-points, mas também cometeu cinco duplas faltas e perdeu três games de serviço. A brasileira teve sucesso quando atacou o segundo saque de McNally, vencendo 17 pontos em 23 possíveis.

A brasileira conseguiu uma quebra cedo e abriu 2/1, permitiu o empate no quarto game, mas seguiu criando repetidas chances de quebra contra a rival. McNally, finalista de duplas no US Open ao lado de Coco Gauff, ainda escaparia de mais cinco break-points até que Bia voltasse a quebrar. No segundo set, a canhota paulista abriu 2/0, cedeu o empate no quarto game e a virada para 4/3. Mas Bia terminou o jogo muito bem, vencendo três games seguidos e 12 pontos em 14 disputados.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva