Notícias | Dia a dia
Monteiro é exigido, mas avança em Buenos Aires
19/10/2021 às 15h37

No último set, Monteiro só perdeu um ponto no saque

Foto: Arquivo

Buenos Aires (Argentina) - Em seu primeiro compromisso no challenger de Buenos Aires, Thiago Monteiro foi exigido, mas conseguiu superar um bom teste nesta terça-feira. Principal cabeça de chave do torneio e número 92 do mundo, Monteiro derrotou o argentino Hernan Casanova, 331º do ranking, por 7/6 (9-7), 3/6 e 6/2 em 2h37 de partida.

"Tenho cinco ou seis torneios para jogar até o final do ano. São torneios importantes, e que tenho a condição de estar sempre como cabeça de chave. A ideia é jogar o máximo de partidas que eu puder e somar bastante pontos para terminar o ano bem e já pensar em um calendário", disse Monteiro, na entrevista ainda em quadra.

Monteiro, de 27 anos e número 1 do Brasil, vinha da disputa do Masters 1000 de Indian Wells, em que foi superado na estreia pelo norte-americano Tennys Sandgren. O cearense tem na temporada treze vitórias em nível ATP, dez em challenger e mais uma no quali de Roma, totalizando 24 triunfos.

A vitória na estreia em Buenos Aires rende sete pontos na ATP a Monteiro. Mas ele tem 80 a defender nesta semana, pelo título do challenger de Lima de 2019. Uma vaga nas quartas vale 15 pontos. Seu próximo adversário é o argentino Nicolas Kicker, 259º colocado, a quem o cearense venceu no único duelo anterior.

Monteiro salvou set-point na primeira parcial

Apesar de ter conseguido uma quebra logo no game de abertura, Monteiro perdeu quatro games seguidos e teve o saque constantemente ameaçado durante o primeiro set. Ele perdia por 5/2, mas conseguiu reverter para 6/5 e sacar para o set. O brasileiro, então, foi quebrado de zero, mas levou a melhor no tiebreak, depois de ter escapado de um set-point.

No segundo set, Casanova conseguiu duas quebras e não enfrentou break-points. Monteiro só fez seis pontos no saque do adversário ao longo da parcial. Já na parcial decisiva, o número 1 do Brasil sacou muito bem e só perdeu um ponto em seus games de serviço. Ele conseguiu quebrar duas vezes o saque de Casanova e chegou a ter dois match-points no serviço do adversário, quando liderava por 5/1, antes de definir a partida no game seguinte.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG