Notícias | Dia a dia
Murray confiante que possa levar o bi na Antuérpia
19/10/2021 às 11h18

Antuérpia (Bélgica) - Campeão do ATP 250 de Antuérpia em 2019, sem primeiro e até então único título no circuito desde a última operação no quadril, o britânico volta ao torneio confiante de que possa vencê-lo de novo. Porém, sua caminhada será dura desde o começo, vai estrear contra Frances Tiafoe e se vencer desafiará o argentino Diego Schwartzman na segunda rodada.

“Ganhei de bons jogadores nos últimos meses, treinei muito com (Cameron) Norrie e minhas sensações foram muito boas. Acho que estou em posição de ganhar um jogo difícil que é o clique final. Isso me tornaria um candidato a conquistar um novo título”, afirmou o ex-número 1 do mundo, animado com seu momento.

“Tenho ótimas lembranças desse torneio, ser capaz de vencê-lo com um quadril de metal foi incrível, não esperava nada e depois descobri que meu físico ainda não estava preparado para competir regularmente. A situação é diferente agora, não vejo fatores limitantes que me impeça de voltar a pensar em ganhar um título porque me sinto bem fisicamente e meu tênis está em um nível adequado para que eu tenha uma ótima semana", completou.

Murray também falou sobre a conquista do compatriota Norrie no Masters 1000 de Indian Wells. "Ele é um grande exemplo, tive a sorte de passar muito tempo com ele e sei o quanto trabalha todos os dias para se aprimorar. Sinceramente, não imaginava que ele fosse vencer na Califórnia, mas isso mostra que o sacrifício diário pode levá-lo à elite", afirmou o escocês.

"Esta semana foi fantástica, mas dou mais crédito a toda a sua temporada, na qual tem mostrado clara consistência e regularidade. Chegar ao top 20 e lutar pela classificação para Turim é um grande sucesso e mostra seu tremendo esforço", acrescentou Murray, que além de treinar com Norrie também bateu bola com a belga Kim Clijsters em Indian Wells.

O britânico não poupou elogios à veterana belga. "Ele continua batendo na bola de forma espetacular, acho que só precisa adquirir ritmo competitivo para melhorar as suas decisões estratégicas. Não é fácil estar em boa forma física depois de tanto tempo longe do circuito, mas estou convencido de que ela pode ganhar jogos do mais alto nível, só precisa de tempo", finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG