Notícias | Dia a dia
Norrie espera se firmar no topo após Indian Wells
17/10/2021 às 09h29

Indian Wells (EUA) - Aos 26 anos de idade, o britânico Cameron Norrie vai disputar em Indian Wells sua primeira final de Masters 1000 e apenas a sétima da carreira, tendo até então conquistado um único título, no ATP 250 de Los Cabos deste ano. Com a campanha no torneio californiano, ele vai estrear no top 20 e acredita que possa se estabelecer entre os melhores e ir longe nos Grand Slam.

“Estou muito feliz com o que tenho apresentado nesta semana. Sinto que tenho melhorado e estou ansioso para o jogo de amanhã. Tive algumas oportunidades de chegar na segunda semana nos Slam, mas não deu. Tem sido um ótimo aprendizado e espero que com esse resultado eu possa me colocar em uma condição melhor, então talvez tenha mais algumas chances”, comentou Norrie.

O britânico lembrou também que teve alguns rivais complicados nesta temporada. "Enfrentei alguns jogadores muito bons nas terceiras rodadas que disputei. Rafa (Nadal) na Austrália e em Roland Garros e Roger (Federer) em Wimbledon. Há alguns caras durões lá fora, mas tenho gostado muito do meu tênis e essas experiências foram ótimas para mim”, complementou.

Em sua caminhada para o tênis profissional, Norrie passou pelo universitário norte-americano e destacou a importância disso em sua carreira. Foi uma ótima decisão, que definitivamente me deu um pouco mais de tempo para amadurecer, aproveitar meu tempo lá e estudar também”, afirmou o futuro número 1 britânico, que também pode ser o primeiro de seu país e triunfar em Indian Wells.

“Acho que seria muito especial, especialmente olhando para os outros nomes, Greg (Rusedski), Tim (Henman) e Andy (Murray), todos ícones e lendas do tênis britânico. Ser adicionado a essa lista seria extremamente especial para mim”, afirmou o atual 26 do mundo, que já tem a 17ª colocação assegurada e será 16º se for campeão.

Seu adversário na final de domingo às 20h (horário de Brasília) será o georgiano Nikoloz Basilashvili, contra quem jogou uma vez e venceu. “Ele é um jogador incrivelmente duro, especialmente quando está tão confiante. Bate com força de ambos os lados, se move bem e quando ele está confiante pode vencer qualquer um”, analisou.

Em relação à vitória na semi contra o búlgaro Grigor Dimitrov, ele contou que o segredo foi entrar em quadra apenas pensando no seu jogo. “Honestamente, não teve uma vez que eu pensei já na final. Quando fui sacar para a partida, sabia que era um game de serviço importante, estava um pouco nervoso, mas me saí muito bem. Eu estava curtindo meu tênis e apenas jogando”, finalizou.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG