Notícias | Beach Tennis
Beach: dupla brasileira tira cabeças 1 e decide título
17/10/2021 às 08h21

Marcela e Vitória vibram com a vaga na final.

Foto: Marcello Zambrana/ITF Sand Series Brasil

Brasília (DF) - O Brasil está na final feminina do ITF Sand Series Brasília'21 de beach tennis. A dupla formada pelas paranaenses Vitória Marchezini, de apenas 15 anos, e Marcela Vita garantiu um lugar na decisão deste domingo ao surpreender as principais favoritas, a brasileira Rafa Miller - número 2 do ranking mundial - e a venezuelana Patricia Diaz – terceira do mundo. De virada, na semifinal deste sábado, Vitória e Marcela - cabeças 6 – venceram por 2 sets a 1, parciais de 2/6, 6/3 e 10-7. As adversárias na disputa do título serão as italianas Giulia Gaparri - líder do ranking - e Ninny Valentini - sétima do mundo -, cabeças de chave 2, que derrotaram as italianas Sofia Cimatti e Nicole Nobile por duplo 6/3. O jogo está marcado para as 9h30, na Super Quadra da Arena Brasília, no Clube de Engenharia, às margens do Lago Paranoá, com transmissão ao vivo do BandSports.

Vitória, de Rolândia, e Marcela, de Curitiba, formam uma dupla que une juventude e experiência. Com apenas 15 anos, Vitória é a atual número 18 do ranking mundial. Aos 32 anos, Marcela aparece como 11 do mundo. Para chegar à decisão, além de derrotar Rafa e Patricia, eliminaram mais uma parceria favorita, as cabeças 4, a brasileira Joana Cortez e a italiana Flaminia Daina, por 6/4 e 6/0.

"Sensação incrível, com torcida é sempre uma motivação a mais. Sabíamos que seria uma partida difícil. Cada ponto disputado. Tivemos coragem de impor nosso jogo e o resultado veio. Nossa dupla é uma mistura perfeita. A Vitória vem amadurecendo muito rápido, entendendo o jogo muito bem. E para mim é uma leveza jogar com ela, sensacional. Estamos muito bem juntas e vamos em busca desse título. É dar o máximo, não tem jogo fácil, entrar focada como hoje e lutar ponto a ponto", afirmou Marcela.

Vitória comemorou muito o resultado e a vaga na final. "Entramos firmes, conseguimos sair com a vitória. Nem sei o que estou sentindo. Muito feliz e agora é ir com tudo na final. Sem falar na torcida, incrível, sempre apoiando."

Decisão masculina - Na final masculina, o russo Nikita Burmakin e o italiano Tommaso Giovannini jogam contra o francês Nicolas Gianotti e o italiano Mattia Spoto. O jogo será na Super Quadra, na sequência da decisão feminina. Nas semifinais deste sábado, Nikita e Tommaso - números 3 e 5 do ranking e cabeças de chave 2 - confirmaram favoritismo e derrotaram o italiano Doriano Beccaccioli e o francês Theo Irigaray por 2 a 1, parciais de 6/1, 2/6 e 10-6. Já Gianotti e Spoto, números 16 e 11 do mundo, jogando como cabeças 5, venceram o venezuelano Ramon Guedez e o russo Maxim Ionin por 6/3 e 6/2.

Ao final do jogo, Gianotti não escondeu a empolgação com o torneio e a torcida. “Incrível estar jogando no Brasil. É um dos melhores torneios que já participei. Na Europa, não estou acostumado com tanta gente assistindo, torcendo. A atmosfera é inacreditável. Na final, enfrentaremos a dupla que é considerada a melhor do mundo na atualidade, favorita, e vamos buscar fazer um bom jogo para ganhar”, garantiu.

Quem também elogiou o evento foi o italiano Tommaso. “Um ótimo torneio, muito bem organizado, uma quadra central muito boa. Estou muito feliz em chegar a essa final. Agora é buscar o título. Não é fácil jogar no Brasil, bola muito rápida, difícil o controle. Então, fico muito contente em estar na decisão”, destacou.

Baran e Vini param nas quartas - A rodada deste sábado que definiu os finalistas começou com as quartas de final. Em um jogo muito disputado, decidido no match tie-break, os brasileiros André Baran e Vini Font – cabeças de chave 3 e uma das duplas favoritas ao título – foram derrotados pelo francês Nicolas Gianotti e o italiano Mattia Spoto por 2 a 1, parciais de 7/6, 3/6 e 10-8, ficando fora das semifinais.

Três brasileiras garantiram vaga nas semifinais. Além de Vitória e Marcela, Rafa Miiller e Patricia Diaz venceram as brasileiras Samantha Barijan e Lorena Melo – cabeças 7 - por 2 a 0, com parciais de 6/2 e 6/0. As italianas Giulia Gasparri e Ninny Valentini chegaram às semifinais derrotando as brasileiras Isabela Garrido e Julia Nogueira (BRA) - 6/1 e 7/5. No outro jogo, as italianas Sofia Cimatti e Nicole Nobile ganharam das brasileiras Raquel Iotti (BRA) e Flavia Muniz - 6/3 e 7/5.

Nos demais jogos das quartas masculinas, o venezuelano Ramon Guedez e o russo Maxim Ionin venceram o italiano Michele Cappelletti e o espanhol Antonio Ramos Viera - 3/6, 7/5 e 11/9; o italiano Doriano Beccaccioli e o francês Theo Irigaray ganharam dos italianos Diego Bollettinari e Marco Garavini - 6/7, 6/2 e 10/4; e o russo Nikita Burmakin e o italiano Tommaso Giovannini eliminaram o brasileiro Airton Macedo e o espanhol Gerard Querol - 6/1 e 6/1. 

Comentários