Notícias | Dia a dia
Juliana Munhoz luta por 3h, mas cai para favorita
15/10/2021 às 21h38

A juvenil de 17 anos Juliana Munhoz disputou seu primeiro torneio profissional e chegou às quartas

Foto: João Pires/Copa Feminina de Tênis

Piracicaba (SP) - A juvenil paulista Juliana Munhoz fez “um dos melhores jogos da vida”, como ela mesma definiu, e esteve muito perto de eliminar a principal favorita ao título da Copa Feminina de Tênis nesta sexta-feira. Disputando seu primeiro torneio como profissional, a jogadora de apenas 17 anos lutou por 3h03 e chegou a ter seis match-points contra a argentina Victoria Bosio, 446ª do ranking, mas acabou superada nas quartas de final em Piracicaba, com parciais de 6/4 5/7 7/6(4).

O torneio, que tem a chancela da Federação Internacional de Tênis (ITF), distribui premiação de US$ 15 mil e dará 10 pontos à campeã. O patrocínio é do Santander Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Última brasileira ainda na disputa, Juliana equilibrou as ações desde o início, mas não teve quebra de saque de vantagem até o fim do segundo set. A argentina esteve a dois pontos da vitória em sets diretos em dois games, antes da reação da paulista. No set decisivo foi Juliana quem abriu vantagem, liderando por 5/2 e criando match-points em três games, em um total de seis oportunidades de fechar o jogo.

“Estou muito feliz com a minha performance, realmente foi acima do que eu estava esperando, um dos melhores jogos da minha vida. Acho que foi muito no detalhe. Eu tive vários match-points, mas não é que eu joguei mal naqueles momentos. Ela jogou muito bem, subiu o nível. Eu fiz tudo que pude, é frustrante não sair com a vitória, mas é uma experiência que vou levar”, analisou a paulista.

Este foi apenas o primeiro torneio profissional de Juliana, que no circuito juvenil é a segunda melhor brasileira no ranking da ITF atualmente. A atleta do Instituto Tênis eliminou uma cabeça de chave logo na estreia, somou seu segundo triunfo nas oitavas de final e vai levar o aprendizado desta sexta-feira para a carreira.

“Eu levo muita experiência, aprendizado de como ela lidou com situações adversas e também de como eu consegui lidar. Ela estava sacando em 5/4 no segundo set, 30-0, eu consegui virar e botar muita energia e acho que tudo soma para o aprendizado”, comentou sobre a algoz de 27 anos e 446ª do ranking da WTA.

Com a definição das semifinais, quatro países estarão representados em Piracicaba neste sábado: Argentina, Alemanha, Estados Unidos e Itália. A adversária de Victoria será a alemã Luisa Heide, cabeça 3, que eliminou a norte-americana Madison Bourguignon, por 6/0 6/3. A jogadora de 19 anos vem de um título na Espanha e está à vontade no interior paulista.

“Eu gosto do clima, das quadras, das condições aqui no Brasil. Acho que se encaixam bem com o meu jogo. Estou feliz por alcançar a semifinal, sigo tentando ir jogo a jogo, ganhar o maior número possível de jogos e continuar melhorando para estar pronta para torneios maiores. Eu ganhei o meu último torneio, a semifinal aqui já é um bom resultado também e estou ansiosa (para amanhã)”, afirmou Heide.

Do outro lado da chave, Sabastiani Leon venceu o duelo norte-americano contra Tara Malik, por 6/2 6/3. Sua adversária será a Italiana Miriana Tona, que aplicou duplo 6/1 sobre a chilena Fernanda Astete. A rodada começa às 11h.

Brasileiras caem na semifinal de duplas
Pela chave de duplas, a parceria brasileira de Julia Klimovicz e Julia Konishi caiu na semifinal. Elas foram superadas pela norte-americana Sabastiani Leon e pela alemã Luisa Heide, principais cabeças de chave do torneio, por 6/3 e 6/4. As adversárias na decisão serão a chilena Fernanda Astete e a argentina Victoria Bosio, que venceram as paraguaias Susan e Heydi Doldan por 6/2, 2/6 e 10-8.

Confira a programação deste sábado.

Quadra central - 11h
[1]Victoria Bosio (ARG) vs. [3] Luisa Heide (ALE)
[4]Sabastiani Leon (EUA) vs. Miriana Tona (ITA)

Não antes de 16h
[1]Sabastiani Leon (EUA)/Luisa Heide (ALE) vs. Fernanda Astete (CHI)/Victoria Bosio (ARG)

A etapa de Piracicaba da Copa Feminina de Tênis é apresentada pelo Santander Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, e conta com o copatrocínio de Santander Seguros e Previdência, Farmacêutica EMS, Alupar, Taesa, Colégio Objetivo de Piracicaba, Tennis Way, Azul – Transportadora Oficial e Aberje. A etapa conta também com o apoio do Clube Cristóvão Colombo e Federação Paulista de Tênis. O evento integra o calendário mundial ITF World Tennis Tour. A realização é do Instituto Sports.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG