Notícias | Dia a dia
Semifinalista, Jabeur será a primeira árabe no top 10
14/10/2021 às 21h28

Com 48 vitórias na temporada, Jabeur tem quebrado uma série de barreiras no circuito

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - A excelente temporada de Ons Jabeur rendeu mais uma quebra de barreira para a tunisiana, que irá se tornar a primeira tenista árabe, entre homens e mulheres, a ocupar um lugar no top 10 do ranking mundial. Jabeur, de 27 anos e que iniciou o WTA 1000 de Indian Wells como 14ª do mundo, assegurou essa marca depois de vencer a estoniana Anett Kontaveit por 7/5 e 6/3 para chegar à semifinal do torneio. A vitória sobre Kontaveit foi sua 48ª no ano.

Este ano, Jabeur já havia sido a primeira mulher árabe a conquistar um título de WTA, na grama de Birmingham. Ela também tem as melhores campanhas de mulheres árabes em Grand Slam, chegando às quartas de final do Australian Open do ano passado e de Wimbledon este ano. Além disso, a tunisiana se torna apenas a terceira jogadora do continente africano no top 10 da WTA, juntando-se às sul-africanas Greer Stevens em 1979 e Amanda Coetzer em 1997.

"Nos últimos dias havia um debate no Twitter, porque a WTA dizia que ainda não, mas a revista Tennis dizia que sim. Mas agora eu posso dizer que sou uma top 10 e estou muito feliz", disse Jabeur, em sua entrevista ainda na quadra. "Nós estamos trabalhando duro há muitos anos. No fim da temporada passada eu disse que queria ser top 10. As pessoas não acreditavam na gente, mas provamos que elas estavam erradas. Estar no top 10 significa muito, mas não quero parar por aqui".

Em busca de sua quinta final na carreira e a quarta na temporada, Jabeur enfrenta a vencedora da partida entre a alemã Angelique Kerber e a espanhola Paula Badosa. Ela tem uma vitória e uma derrota contra Badosa, 27ª do ranking, no circuito. Já diante de Kerber, ex-número 1 do mundo e atual 15ª colocada, perdeu o único duelo anterior.

Eliminada nas quartas de final de Indian Wells, Kontaveit estava invicta há nove jogos no circuito e havia vencido 18 sets seguidos nesse período. A estoniana de 25 anos e número 20 do mundo foi a algoz da brasileira Beatriz Haddad Maia nas oitavas. E antes disso, também tirou a atual campeã Bianca Andreescu na terceira rodada.  

A partida começou muito favorável para Jabeur, que usou de suas variações de alturas e efeitos na bola, contando muito com seus drop-shots. A tunisiana conseguiu duas quebras seguidas e abriu 4/1 no placar. Kontaveit reagiu na partida apostando na potência de seus golpes de forehand e conseguiu devolver uma das quebras e manter o saque em um game muito difícil para diminuir a diferença para 4/3. A estoniana voltaria a quebrar para empatar o placar por 5/5, mas perdeu o saque de novo logo na sequência. Nas estatísticas do primeiro set, Kontaveit tinha 12 a 10 em winners, mas cometeu 18 erros contra 10 de Jabeur.

As sacadoras vinham prevalecendo no início do segundo set, apesar de encararem games longos, até o empate por 3/3. Até que Jabeur conseguisse uma nova quebra de serviço para assumir a liderança na partida. A tunisiana ainda reverteu um 15-40 no saque para ficar a um game da vitória e voltaria a pressionar o serviço de Kontaveit para quebrar de novo e vencer o jogo. Apesar de a estoniana ter feito 18 a 15 em winners, Konateveit terminou a partida com 38 erros não-forçados, enquanto Jabeur fez apenas 15.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG