Notícias | Dia a dia
Azarenka se impõe e volta à semi de IW após 5 anos
13/10/2021 às 21h47

Azarenka faz sua melhor campanha no torneio desde o título de 2016

Foto: BNP Paribas Open

Indian Wells (EUA) - A busca de Victoria Azarenka pelo terceiro título no WTA 1000 de Indian Wells teve mais um capítulo nesta quarta-feira, quando a ex-número 1 do mundo assegurou sua volta à semifinal do torneio após cinco temporadas. Bicampeã nos anos de 2012 e 2016, Azarenka venceu a norte-americana Jessica Pegula, 24ª do ranking, por 6/4 e 6/2 em 1h34 de partida.

Azarenka está com 32 anos e aparece atualmente no 32º lugar do ranking. Além dos dois títulos de Indian Wells, ela também disputou uma semifinal em 2009, quando tinha apenas 19 anos, e chegou outras duas vezes às quartas de final. Sua próxima adversária virá do jogo entre a letã Jelena Ostapenko, 29ª do ranking, e a norte-americana Shelby Rogers, 44ª colocada. A bielorrussa venceu o único duelo anterior contra Ostapenko e ainda não enfrentou Rogers pelo circuito profissional.

Na caminhada até a semifinal de Indian Wells, Azarenka ainda não perdeu sets. Ela também já passou por Magda Linette, Petra Kvitova e Aliaksandra Sasnovich no torneio. Em 2021, acumula 27 vitórias e oito derrotas, tendo alcançado outras duas semifinais, no piso duro de Doha e na grama de Berlim. Ela ocupa atualmente também o 32º lugar na corrida por uma vaga no WTA Finals de Guadalajara, mas pode se aproximar da zona de classificação se for campeã nesta semana.

"Este ano está sendo difícil. Então, ser capaz de jogar nesse nível, com as coisas que venho tentando mudar e implementar no meu jogo, é realmente motivador para seguir em frente. Estou há bastante tempo no circuito, mas quando você adiciona algo novo ao seu jogo, é como se você estivesse começando tudo de novo. Estou muito feliz e motivada para continuar", disse Azarenka após a partida das quartas em Indian Wells.

"Eu sabia que se desse uma chance, ela aproveitaria. Ela é uma jogadora muito forte do fundo de quadra e também é muito agressiva, então tivemos muitos momentos em que estávamos indo e voltando. Com 2/2 no segundo set, foi muito importante aproveitar minha oportunidade de quadra. Eu apenas tentei pressioná-la o máximo de tempo possível e manter o foco", acrescentou a experiente bielorrussa.

Azarenka colocou pressão constante nas devoluções
Apesar de ter sido quebrada em seu primeiro game de serviço, Azarenka rapidamente recuperou a vantagem e venceu quatro games seguidos para abrir 4/2 no placar. Como tem feito ao longo de todo o torneio, a bielorrussa colocava pressão nos saques de sua adversária, com devoluções muito eficientes com o backhand. Pegula salvou dois set-points quando perdia por 5/3, mas Azarenka definiu a parcial no game seguinte. A norte-americana tinha 12 a 9 em winners, mas também 14 a 10 em erros não-forçados.

O segundo set começou com mais uma troca de quebras, até que um game muito longo fosse determinante para o rumo da partida. Azarenka voltou a pressionar o saque de Pegula e mostrava um jogo muito firme nos ralis de fundo de quadra, bastante adaptada às condições do torneio, e conseguiu a quebra em seu quinto break-point para fazer 3/2.

O que se viu a partir de então foi Pegula com atitude negativa e cada vez mais apressada em quadra, permitindo à ex-número 1 do mundo ter amplo domínio das ações até o final do jogo e definir a vitória em sets diretos. Ainda que Pegula tenha feito 27 a 21 em winners, a norte-americana cometeu 30 erros contra 18 da bielorrussa.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva