Notícias | Dia a dia
Zverev é muito exigido, mas enfim supera Murray
12/10/2021 às 21h45

Zverev havia perdido os dois duelos anteriores contra o britânico pelo circuito profissional

Foto: Peter Staples/ATP

Indian Wells (EUA) - Pela primeira vez em três confrontos, Alexander Zverev conseguiu superar Andy Murray. O alemão havia perdido os dois duelos anteriores contra o britânico e foi novamente exigido nesta terça-feira, em confronto válido pela terceira rodada do Masters 1000 de Indian Wells. Apesar de ter vencido em sets diretos, Zverev precisou de 2h07 para marcar as parciais de 6/4 e 7/6 (7-4) contra Murray.

Esta foi a 46ª vitória na temporada para Zverev, número 4 do mundo aos 24 anos. Em 2021, o alemão conquistou quatro títulos no circuito, com destaque para a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio e os Masters 1000 de Madri e Cincinnati. Seu próximo adversário virá da partida entre o francês Gael Monfils e o sul-africano Kevin Anderson.

Por sua vez, Murray continua sem conseguir vencer um adversário do top 10 na atual temporada. A partida contra Zverev foi sua quinta no ano contra rivais desse nível. O ex-número 1 do mundo e vencedor de três Grand Slam aparece atualmente no 121º lugar do ranking aos 34 anos. Em Indian Wells, venceu seus dois primeiros jogos, diante do experiente francês Adrian Mannarino e contra o jovem espanhol de 18 anos Carlos Alcaraz.

Murray abriu 3/0 no primeiro set da partida
Murray começou melhor e conseguiu uma quebra de serviço logo cedo para já largar com 2/0 no placar. No game seguinte, já sofria com a pressão exercida por Zverev desde as devoluções e também nos golpes de fundo. O britânico escapou de dois break-points e sacou bem na reta final do game para fazer 3/0. A evidente melhora de Zverev na partida começou a dar resultado nos games seguintes. O alemão controlou as ações no restante do primeiro set, chegando a vencer cinco games seguidos para vencer a parcial.

Assim como havia acontecido na parcial anterior, Murray também saiu na frente no segundo set. Zverev escapou de um 15-40 em seu primeiro game de serviço, mas seria quebrado com uma dupla falta dois games mais tarde. Liderando por 3/1, o britânico fez um de seus melhores pontos na partida, combinando um drop-shot e um lob, golpes já característicos ao longo de toda sua vitoriosa carreira. Mas nem isso fui suficiente para que ele ampliasse a vantagem, já que Zverev devolveria a quebra de imediato.

Apesar de enfrentarem games longos em seus serviços, os sacadores vinham prevalecendo até o empate por 5/5. Zverev, então, voltou à liderança no placar ao quebrar novamente o serviço de Murray. Sacando para o jogo, o alemão não aproveitou a chance de fechar a partida. Foi a vez de o britânico correr muito do fundo da quadra e fazer o rival sempre ter que jogar uma bola a mais para devolver a quebra.

A definição ficou para o tiebreak, em que Zverev sacou muito bem e não perdeu pontos em seu serviço. O alemão rapidamente abriu 3-0 e soube administrar a vantagem. No match-point, venceu uma difícil disputa na rede para finalizar a partida. Mais agressivo em quadra, Zverev fez 35 a 19 em winners e cometeu 32 erros não-forçados contra 28 do britânico.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG