Notícias | Dia a dia
Jabeur avança e desafia Muguruza de olho no Finals
02/10/2021 às 16h21

Jabeur tenta conquistar o segundo e mais importante título da carreira

Foto: Jimmie48/WTA

Chicago (EUA) - O sábado de semifinais do WTA 500 de Chicago teve pouca atividade. Se a primeira semifinal sequer aconteceu por conta da desistência de Marketa Vondrousova, a segunda partida do dia durou apenas 52 minutos. A tunisiana Ons Jabeur liderava o placar contra a cazaque Elena Rybakina por 6/4 e 3/2, já com quebra acima no segundo set, quando Rybakina recebeu a visita dos médicos do torneio e logo depois abandonou a partida.

"Elena é uma grande jogadora e espero que ela fique bem para Indian Wells, porque vai ser um torneio muito importante. Nunca é fácil terminar uma partida assim. E espero que amanhã eu possa fazer uma boa partida", disse Jabeur, de 27 anos e atual 16ª do ranking. A tunisiana disputará sua quarta final na carreira e a terceira na temporada.

Duelo com Muguruza na final de domingo
Jabeur agora se prepara para o confronto com a espanhola Garbiñe Muguruza neste domingo. Elas se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. Além disso, ambas são candidatas a vagas no WTA Finals. A espanhola está em oitavo lugar na corrida para Guadalajara e a tunisiana aparece logo atrás. "É uma final e tudo é possível. Nós duas estamos na corrida para Guadalajara. Será uma partida muito importante, ela é uma jogadora incrível e tenho muito respeito por ela. Nosso último confronto em Wimbledon foi muito difícil, mas tenho os tunisianos aqui do meu lado. Isso é uma vantagem".

Apoio da comunidade tunisiana em Chicago
Primeira mulher árabe a vencer um torneio da WTA, este ano na grama de Birmingham, Jabeur tem contado com o apoio de torcedores tunisianos em diferentes torneios do calendário. "Nós, tunisianos, estamos por toda a parte do mundo. Esse apoio deles significa muito e eu adoro, me sinto em casa. Talvez depois do jogo, nós possamos celebrar juntos e comer um prato tradicional de cuscuz".

A semifinal deste sábado começou com Rybakina apresentando dificuldades para sacar, como a própria cazaque já havia relatado depois do jogo contra Belinda Bencic nas quartas. Não demorou para que Jabeur abrisse 4/1 no placar, com duas quebras acima. A cazaque até conseguiu devolveu uma das quebras, mas a tunisiana não corria tantos riscos e tinha o serviço facilitado pelos constantes erros de devolução de sua adversária.

No início do segundo set, Jabeur escapou de dois break-points, novamente contanto com muitos erros não-forçados por parte de Rybakina. No game seguinte, conseguiu uma quebra de serviço utilizando um de seus melhores recursos, a combinação entre um drop-shot e um lob. Rybakina, então, pediu atendimento médico e parecia não se sentir bem, conversou com supervisores do torneio e se retirou da partida. Jabeur fez 14 a 7 em winners e terminou o jogo com 11 erros contra 15 da rival.

Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG