Notícias | Dia a dia
Ljubicic: 'Não surpreenderia se Djoko não jogar mais'
27/09/2021 às 15h34

Turim (Itália) - Treinador do suíço Roger Federer, o croata Ivan Ljubicic analisou como acredita que ficará a cara do circuito depois da conquista do russo Daniil Medvdedev no US Open. Em entrevista ao Il Messaggero, ele questionou se o BIG 3 ainda terá forças para competir com as gerações mais novas e também se o sérvio Novak Djokovic voltará a jogar ainda em 2021.

“Vai ser interessante nos próximos Grand Slam ver se o Big 3 voltará a ganhar títulos ou se todos pararão no número 20. Acho que eles continuarão a ser competitivos, mas será necessário ver se são capazes de vencer os jovens jogadores que já estão se destacando em melhor cinco sets”, comentou Lijubicic.

“O cenário para os próximos anos será o mesmo que tínhamos quando a rivalidade de Sampras e Agassi acabou. Teremos muitos vencedores de Grand Slam diferentes. Lembro-me de quando tivemos (Juan Carlos) Ferrero, (Carlos) Moyá, (Gaston) Gaudio, (Lleyton) Hewitt e (Marat) Safin. Teremos um tênis totalmente diferente deste na última década”, falou o croata.

Ljubicic espera ver Djokovic nos últimos grandes torneios do ano, mas tem dúvidas se isso realmente acontecerá. “Em relação ao restante do ano, gostaria de ver Djokovic em Paris-Bercy e no ATP Finals em Torino, mas não ficaria surpreso se ele decidisse não jogará novamente até o final da temporada”, observou o treinador de Federer, que falou brevemente sobre a condição do pupilo.

Ao comentar sobre a situação do suíço, ele foi bem breve e direto. “Federer ainda não retomou aos treinos e no momento não há um programa específico para a sua volta”, resumiu o croata.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva