Notícias | Dia a dia
Viagem de Djokovic à Bósnia causa grande polêmica
22/09/2021 às 11h21

Sarajevo (Bósnia) - Na semana passada, Novak Djokovic viajou mais uma vez para a Bósnia, onde foi visto visitando as pirâmides de Visoko. Contudo, sua passagem pela região, registrada em fotos e vídeos nas redes sociais, acabou gerando mais uma polêmica para o número 1 do mundo.

Tudo isso porque, segundo informa o Ubitennis, começaram a surgir fotos de Djokovic sentado, em um evento social, ao lado de Milan Jolovic, que já foi comandante da unidade paramilitar Drina Wolves e participou do genocídio contra os bósnios em Srebrenica, na Bósnia.

Durante a década de 1990, mais de 100.000 pessoas foram mortas durante a Guerra da Bósnia, de acordo com números fornecidos pelo Tribunal Criminal Internacional para a ex-Iugoslávia. Jolovic é uma figura um tanto controversa em relação ao que é a história extremamente complicada na região. 

De acordo com a Al Jazeera, conhecido pelo apelido de 'lenda', Jolovic é uma figura célebre na Sérvia e é responsável por salvar a vida de Ratko Mladic, um ex-comandante sérvio que foi considerado culpado em 2017 de cometer genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade.

A foto dos dois juntos provocou reações mistas tanto na Bósnia quanto na Sérvia que lutaram entre si na guerra. Em contrapartida, também houve quem defendesse Djokovic, alegando que há uma 'guerra suja na mídia' travada contra o sérvio por causa das fotos.

Ex-atleta sérvia e medalha de ouro no Campeonato Europeu de Atletismo de 1990 nos 1.500 metros, Snezana Pajkic é a esposa de Milan Jolovic. Eles foram apresentados a Djokovic no ano passado, quando ele visitou as pirâmides da Bósnia. No último fim de semana, Novak compareceu ao casamento de um dos amigos e eles conversaram. Snezana diz que está orgulhosa de seu marido e insiste que ele nunca fez nada de errado.

“Djokovic poderia ter sido o maior de todos os tempos, em vez disso, compartilha festas com criminosos de guerra e piqueniques com pessoas que estavam encarregadas de organizar operações que levaram ao genocídio.”, escreveu Dragan Bursac em uma coluna recente para o site de notícias da Rádio Sarajevo.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva