Notícias | Dia a dia
Murray reage e marca a maior vitória da temporada
21/09/2021 às 17h22

Britânico superou o francês Ugo Humbert, 26º do mundo, nesta terça-feira em Metz

Foto: Moselle Open

Metz (França) - Em sua partida de estreia no ATP 250 de Metz, Andy Murray conseguiu um grande resultado nesta terça-feira. O britânico começou atrás no placar, mas conseguiu a virada diante do francês Ugo Humbert, cabeça 6 na semana e número 26 do mundo, com parciais de 4/6, 6/3 e 6/2 em 2h23 de partida.

Esta foi a vitória mais expressiva de Murray na atual temporada. O ex-número 1 do mundo e vencedor de três títulos de Grand Slam aparece atualmente no 113º lugar do ranking aos 34 anos. Até então, o adversário melhor colocado que ele havia batido em 2021 era o georgiano Nikoloz Basilashvili, que ocupava a 28ª posição durante o torneio de Wimbledon.

Para conquistar a vitória de virada, Murray contou com bom desempenho no saque. O britânico disparou 18 aces na partida e sofreu apenas uma quebra, apesar de ter enfrentado sete break-points. Quando colocou o primeiro serviço em quadra, venceu 85% dos pontos. Além disso, pressionou com frequência o saque do canhoto francês, criando 13 oportunidades de quebra e aproveitando três delas.

No primeiro set, Murray não aproveitou os cinco break-points que teve a acabou pagando caro por isso. Humbert teve a oportunidade de quebra quando o placar estava empatado por 4/4. O francês conseguiu boas devoluções e venceu uma disputa importante na rede. Na sequência, sacou bem nos momentos de pressão.

A parcial seguinte teve apenas uma quebra, conquistada por Murray já no oitavo game. O britânico precisou de quatro chances e só conseguiria quebrar o serviço do rival em seu nono break-point na partida. Sacando para o set, escapou de um break-point. O bom momento do ex-número 1 continuou no terceiro set, em que ele conseguiu duas novas quebras e abriu 4/0. Em seus últimos dois games de saque, entretanto, salvou mais cinco break-points antes de confirmar a vitória.

"Eu tive algumas chances no primeiro set e não aproveitei. Ele teve um break-point no fim do set, conseguiu uma ótima devolução, e também fez um bom game no 5/4, saindo de 15-40", disse Murray, na entrevista ainda em quadra. "Acho que no primeiro set eu tive chances, mas ele jogou um pouco melhor quando teve as oportunidades. E no segundo e no terceiro, foi ao contrário. Ele não jogou tão bem quando teve suas chances e eu aproveitei as minhas".

O britânico vinha de uma eliminação nas oitavas no challenger de Rennes e acredita que teve melhor desempenho em Metz por ter um plano de jogo mais claro, conhecendo bem o estilo de Humbet. Ele já havia vencido o francês uma vez, em 2019. "Eu saquei melhor e eu também conheço melhor o jogo do Ugo. Uma das coisas mais difíceis para mim, que não passei muito tempo no circuito nos últimos anos, é que eu não conheço tanto os novos jogadores. Isso é difícil. Às vezes, você precisa encontrar um jeito de vencer. Mas acho que hoje eu fiz um bom jogo e executei muito bem as minhas táticas".

Duelo com Pospisil nas oitavas de final
O próximo jogo de Murray em Metz, evento disputado em quadras duras e cobertas será contra o canadense Vasek Pospisil, 66º do ranking. O britânico lidera o histórico de confrontos por 4 a 1 e tenta chegar às quartas de final da competição. Pospisil venceu o duelo mais recente entre eles, disputado no Masters 1000 de Indian Wells em 2017.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva