Notícias | Dia a dia
Medvedev seria o número 1 com o ranking normal
20/09/2021 às 13h59

Miami (EUA) - A questão da pandemia do coronavírus mexeu bastante com o mundo inteiro e no tênis não foi diferente. Além do período de suspensão do circuiro em 2020, os rankings da ATP e da WTA acabaram sofrendo alterações com um congelamento parcial de pontos, sendo que cada uma das entidades está descongelando essa pontuação de maneiras diferentes.

Conta no Twitter dedicada a oferecer estatísticas do tênis, o Jeu, Set et Maths trouxe uma conta interessante em que calcula como estaria o ranking da ATP se os pontos fossem somados normalmente. Campeão do US Open, o russo Daniil Medvedev seria o número 1 do mundo com a pontuação somada apenas nas últimas 52 semanas.

A conta foi feita levando em consideração o ranking da semana passada, no qual Medvedev somava 10.780 pontos. Caso fossem computados apenas os pontos das últimas 52 semanas, ele cairia para 9.015 pontos, mas mesmo assim ultrapassaria o sérvio Novak Djokovic, que desceria de 12.133 para 8.860.

Os três integrantes do Big 3 estariam em situação pior em um sistema normal. Assim como Djokovic, o espanhol Rafael Nadal também perderia uma colocação, caindo de 6º para 7º. Já o suíço Roger Federer seria o mais prejudicado, despencando do atual 9º lugar para o 76º.

Entre os que seria beneficiados, além de Medvedev, estão nomes como Alexander Zverev, Jannik Sinner, Aslan Karatsev e Carlos Alcaraz. O alemão ultrapassaria o grego Stefanos Tsitsipas e seria o número 3, o italiano já estaria no top 10, ocupando o nono lugar ao invés do atual 14º, enquanto o russo saltaria de 25º para 12º e o jovem espanhol de 38º para 23º.

Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva