Notícias | Dia a dia
Bia vence nona seguida e alcança a 5ª final do ano
11/09/2021 às 13h52

Montreux (Suíça) - A invencibilidade de Beatriz Haddad Maia nos torneios em quadras de saibro na Suíça ficou ainda maior neste sábado, quando ela marcou sua nona vitória seguida e garantiu vaga na final do ITF W60 de Montreux. Bia superou a turca Cagla Buyukakcay, ex-top 60 e atual 202ª do mundo, por 6/2 e 6/4 em 1h55 de partida.

Campeã do ITF W60 de Collonge-Bellerive no último domingo, Bia disputará sua quinta final na temporada e já conquistou quatro títulos no ano. Também no saibro, venceu os ITF W25 de Córdoba e Villa Maria, na Argentina. Já no piso duro, levou o ITF W25 de Montemor-O-Novo, em Portugal. Em sua carreira profissional, a paulista de 25 anos já tem 16 títulos de ITF.

Número 1 do Brasil e 174ª do mundo, Bia está garantindo 58 pontos no ranking por chegar à final e pode fazer 96 em caso do título. Ela ainda tem a receber na próxima segunda-feira mais 96 pontos do recente título na Suíça e também outros 20 pontos por ter vencido um jogo no quali do US Open. Ela já se aproximando do 140º lugar do ranking e pode figurar entre as 130 melhores em caso de título. A melhor marca de sua carreira foi a 58ª posição.

A adversária de Bia na final será a britânica Francesca Jones, jovem de 20 anos e 170ª do ranking, que venceu a francesa Chloe Paquet por 6/1 e 6/3. Jones é a principal cabeça de chave do torneio. A brasileira já enfrentou a britânica um vez este ano, vencendo a final de Villa Maria, na Argentina. Na atual temporada, a canhota paulista acumula 55 vitórias e 15 derrotas, considerando todos os níveis de competição do circuito, incluindo qualificatórios.

Jogo com games longos e nove quebras
Apesar da diferença confortável no placar do primeiro set, a parcial teve games longos e oportunidades para os dois lados. Bia chegou a enfrentar seis break-points durante a parcial, mas perdeu apenas um game de serviço e conseguiu três quebras.

O segundo set começou com domínio das sacadoras até que a brasileira conseguisse uma quebra no quinto game para fazer 3/2. Isso deu início a uma série de cinco quebras seguidas, novamente com games longos. Tradicionalmente muito agressiva, Bia tentou trabalhar um pouco mais os pontos em alguns ralis, esperando pelos erros da rival, que de fato aconteceram. Sacando para o jogo, ela não deixou a vitória escapar.

Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio