Notícias | Dia a dia | US Open
Stefani faz semi no US Open e quebra grande jejum
08/09/2021 às 15h22

Stefani garante a melhor campanha de uma brasileira em Slam desde o título de Maria Esther Bueno em 1968

Foto: Brad Penner/USTA

Nova York (EUA) - Abrindo o dia no Louis Armstrong, a paulista Luísa Stefani e a canadense Gabriela Dabrowski mostraram que estão em grande fase e conquistaram a 16ª vitória juntas. Nesta quarta-feira, elas tiveram pela frente as tchecas Marie Bouzkova e Lucie Hradecka, pelas quartas de final do US Open, e venceram por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/1, depois de 2h10 de confronto.

Além de garantir um lugar na semi, Stefani quebrou um longo jejum brasileiro e se tornou a primeira do país a chegar tão longe em um Grand Slam em duplas femininas desde Maria Esther Bueno, que em 1968 ficou com o título de duplas em Nova York ao lado da australiana Margaret Court. A conquista deste porte de Estherzinha é a única na Era Aberta do tênis. Entre elas, Cláudia Monteiro disputou o título de duplas mistas de Roland Garros em 1982, ao lado de Cássio Motta.

Cabeças de chave número 5, a paulista e a canadense ainda não sabem quem terão pela frente na busca de um lugar na decisão. Suas adversárias nas semifinais sairão do confronto que de um lado terá a belga Elise Mertens e a taiwanesa Su-Wei Hsieh, principais favoritas ao título e atuais campeãs de Wimbledon, e do outro lado as norte-americanas Cori Gauff e Catherine McNally, 11ª pré-classificadas.

Mais uma vez Luísa e Gaby não tiveram moleza. O primeiro set foi bastante disputado e definido apenas na reta final. Depois de salvarem dois break-points no terceiro game, a paulista e a canadense conseguiram uma quebra no oitavo, levaram o troco no nono, mas bateram o saque das rivais tchecas uma vez mais no décimo e último.

O equilíbrio se manteve no segundo set, em que um deslize da dupla da brasileira com a canadense no quinto game acabou sendo crucial. Elas foram quebradas e depois não tiveram chances para reagir. Contudo, a virada da segunda para a terceira parcial foi ótima para Stefani e Dabrowski, que voltaram bem melhor e dominaram a reta final do jogo, anotando dois breaks e cedendo só um game a Bouzkova e Hradecka.

Comentários