Notícias | Dia a dia | US Open
Medvedev faz quartas e terá surpreendente holandês
05/09/2021 às 16h52

Botic Van de Zandschulp, vindo do quali no US Open, já passou por Ruud e Schwartzman no caminho para as quartas

Foto: Brad Penner/USTA

Nova York (EUA) - Mais uma vez, Daniil Medvedev marcou uma vitória bastante tranquila no US Open e chega sem perder sets às quartas de final. O número 2 do mundo superou neste domingo o britânico Daniel Evans, 27º do ranking, por 6/3, 6/4 e 6/3 em 1h43 de partida. O duelo das oitavas em Nova York foi até agora o mais curto para o russo ao longo do torneio neste ano.

Medvedev disparou 13 aces na partida e conseguiu cinco quebras de serviço. O russo só perdeu um game de saque, durante o segundo set, e não enfrentou break-points nas outras duas parciais. Além disso, liderou a estatística de winners por 43 a 24 e terminou o dia com 20 erros não-forçados contra 17 de seu adversário. Chama atenção também o fato de não ter perdido nenhum ponto no saque durante o terceiro set.

Vice-campeão do US Open em 2019 e semifinalista no ano passado, Medvedev defende 1.200 pontos no ranking durante o US Open. Por já ter alcançado as quartas, consegue manter 360 por enquanto. Em 2021, ele acumula 44 vitórias e apenas 10 derrotas. O russo conquistou recentemente o Masters 1000 de Toronto e também foi campeão em Marselha e Mallorca na atual temporada.

Vindo do quali, holandês elimina Schwartzman nas oitavas
O adversário de Medvedev nas quartas de final será o surpreendente holandês Botic Van de Zandschulp, jogador de 25 anos e 117º do ranking. Van de Zandschulp, que veio do quali em Nova York e já havia eliminado o cabeça 8 Casper Ruud, voltou a derrubar um favorito neste domingo. Ele venceu uma batalha de cinco sets contra o argentino Diego Schwartzman, 14º do ranking, por 6/3, 6/4, 5/7, 5/7 e 6/1 em 4h20 de partida.

Van De Zandschulp, que furou os qualis de todos os Grand Slam nesta temporada, esteve muito perto de fechar o jogo contra Schwartzman em sets diretos. Depois de ter vencido as duas primeiras parciais, o holandês chegou a liderar o terceiro set por 5/4, mas o argentino reagiu e venceu três games seguidos.

Já no quarto set, o holandês teve dois match-points no saque de Schwartzman, quando novamente vencia por 5/4, mas o argentino se salvou e ainda conseguiu uma quebra logo depois. As oportunidades perdidas não abalaram o holandês, que logo abriu 3/0 no quinto set e só perdeu cinco pontos no saque durante a parcial decisiva.

Comentários